Breve história fotográfica da TV Tupi

Rede Tupi de Televisão “ZYE 439, Canal 4, São Paulo, emissora geradora da maior rede de televisão da América Latina” – Os mais jovens acostumados com a liderança da Rede Globo de Televisão podem achar estranho, mas nos anos 70 era a TV Tupi que detinha o título de maior rede de televisão do país. Fundada em 18 de setembro de 1950, ainda no canal 3, por Assis Chateaubriand, foi um canal que marcou profundamente a história da televisão no Brasil.

Em 1960 passou a operar no canal 4, onde permaneceu até 1980 ao ser tirada do ar pelo DENTEL (Departamento Nacional de Telecomunicações), quando a TV Tupi SP e outras seis concessões da mesma rede foram cassadas. O dia 18 de junho de 1980, marcou o fim da emissora, com funcionários lutando até o último minuto para manter a Tupi no ar.

Apesar de pouco conhecida pelas gerações mais novas, a TV Tupi formou grande parte dos atores, roteiristas,  produtores, diretores e técnicos que hoje estão espalhados pelas mais variadas emissoras de todo o Brasil. Para relembrar esta emissora histórica, o São Paulo Antiga está disponibilizando um acervo raro de 30 fotografias de programas e atores que marcaram a trajetória do Canal 4. Essas fotografias são de nosso acervo e foram digitalizadas para este artigo.

1 – Na foto abaixo, Paulo Goulart, Nicette Bruno e grande elenco em foto promocional da novela “Papai Coração”, de 1976.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

2 – Abaixo, duas fotos da marcante novela “Éramos Seis”, de 1977, com o saudoso Gianfrancesco Guarnieri e Nicette Bruno

TV Tupi

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

3 – Nádia Lippi, uma das mulheres mais belas do Brasil nos anos 70, Glauce Graieb e Lisa Vieira, que integravam o elenco da novela “Um dia, o amor”, exibida entre 1975 e 1976.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

4 – “Os Pankekas” foi uma divertida “nacionalização” dos  famosos Três Patetas feita pela TV Tupi. O trio, da esquerda para a direita, com Roni Cócegas, Sandrini e Mário Alimari interpretavam respectivamente Maionesi, Michelin e Feregueti. Também rendeu um filme bastante divertido, chamado “Os Pankekas e o Calhambeque de Ouro

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

5 – Abaixo, o saudoso Carlos Augusto Strazzer e a atriz Wanda Stefânia, do elenco de novelas da Rede Tupi.

TV Tupi São Paulo

6 – Nas três fotografias abaixo, cenas da novela “Vila do Arco”, de 1975.

Kito Junqueira, Diva Nimitz e Elias Gleiser (clique na foto para ampliar).
Kito Junqueira, Riva Nimitz e Elias Gleizer (clique na foto para ampliar).
Kleber Afonso (de cartola) e Laerte Morrone (esquerda), clique na foto para ampliar.
Kleber Afonso (de cartola) e Laerte Morrone (direita), clique na foto para ampliar.
No centro da foto, a atriz Célia Helena, interpretando Severina Borges (clique para ampliar).
No centro da foto, a atriz Célia Helena, interpretando Severina Borges (clique para ampliar).

7 – Abaixo, cena da novela “O Velho, o Menino e o Burro” exibido entre 1975 e 1976. Dionísio Azevedo interpretava o Velho Gui e Douglas Mazzola o garoto Peto.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

8 – Antônio Fagundes (de velhinho) e Maria Isabel de Lizandra em cena da novela “O Machão”, exibida entre 1974 e 1975. Esta novela começou a ser exibida em preto e branco e alguns meses depois de estar no ar passou a ser transmitida em cores.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

9 – Abaixo duas fotografias da novela “O Julgamento”, de 1976. A primeira, uma das fotografia oficiais do elenco, com Eva Wilma, Toni Ramos (de padre), Carlos Zara (vestindo jaqueta) , Ewerton de Castro, Cláudio Corrêa e Castro (de suspensório), e Adriano Reys (de óculos). A segunda, uma cena da atriz Eva Wilma em um cemitério (nesta foto mantemos a marcação em caneta vermelha que era usada para corte da imagem na diagramação de jornal). Uma curiosidade desta novela é que o ator Kadu Moliterno participa, mas na época da TV Tupi ele usava o nome de Carlos Eduardo.

TV Tupi São Paulo

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

10 – Uma fotografia do programa “O Circo”, de 1975. Na foto, Paulo Goulart (a esquerda), Aizita Nascimento (direita) e Ankito (palhaço).

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

11 – Na foto abaixo, não identifiquei a novela (ajudem!) mas o elenco é, da esquerda para a direita, Liana Duval, Laerte Morrone, Carlos Koppa e Tereza Sodré.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

12 – Na foto abaixo, Geraldo Del Rey e Alberto Viana. Não havia identificação na foto, ajudem a descobrir qual é a novela.

TV Tupi São Paulo

13 – Nesta foto, cena da novela “Meu Rico Português”, de 1975. Aparecem, em sequência, Paulo Figueiredo, Chico Martins, Márcia Maria e Jacira Sampaio.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

14 – Cena do programa “Clube dos Artistas”, em 1975.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

15 – Nesta sequência, duas fotografias da novela “Xeque-Mate”, exibida entre março e outubro de 1976.

Elias Gleizer e Ewerton de Castro
Elias Gleizer e Ewerton de Castro (clique para ampliar)
Lilian Lemmertz e Raul Cortez (clique para ampliar).
Lilian Lemmertz e Raul Cortez (clique para ampliar).

16 – Agora, duas fotografias da novela “Ovelha Negra”, exibida pela Tupi entre junho e setembro de 1975.

Kate Hansen, Wanda Stefânia e João José Pompeo (clique para ampliar).
Kate Hansen, Wanda Stefânia e João José Pompeo (clique para ampliar).
Laura Cardoso e Dante Rui (clique na foto para ampliar).
Laura Cardoso e Dante Rui (clique na foto para ampliar).

17 – Elaine Cristina (centro da foto) em cena na novela “Ídolo de Pano” exibida entre 1974 e 1975.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

18 – Cena do programa “Agência Lig-Pag”. Ajudem a identificar os atores da foto.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

19 – Elizabeth Gasper e Raul Cortez em cena da novela “Tchan, a Grande Sacada”, exibida entre 1976 e 1977.

tvtupi26

20 – Sílvio Francisco, John Herbert e Ana Rosa em cena da novela “O Sheik de Ipanema”, exibida em 1975.

TV Tupi São Paulo

21 – Programa Halleluiah, exibido em 1973. Na primeira foto destaque para os cantores Fagner e Silvio Brito.

TV Tupi São Paulo
clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

22 – Programa “Mulheres”.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

23 – Para encerrar, esta fotografia de 1979 com Rubens Furtado, diretor geral da Rede Tupi e Walter Avancini, na época superintendente de programação e produção.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

Mate ainda mais a saudade da nossa querida TV Tupi, com esta sequência de vinhetas da emissora utilizadas nos anos 80:

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

80 respostas

    1. Na foto 1, tirando a atriz de blusa escura (de costas para Nicette Bruno), acho que é todo o “clã” Goulart. O garoto me parece o Paulo Goulart Filho, hoje reconhecido no teatro.
      Quanto ao nome ser Arlette Montenegro… seria alguém na aba da Fernanda Montenegro (que, na vida real, se chama Arlette)?

      Na foto 4, eu me recordo d’Os Pankecas (embora não soubesse dizer em qual emissora), mas não me lembrava que um deles era o Roni Cócegas.
      Lembro que eu achava chato, malfeito; embora risse pacas com os originais (aliás, rio até hoje, aos 43 anos).

      Na foto 6, não me parece a Célia Helena. A Célia Helena que me vem à mente é uma que lembrava a Janete Clair.
      Mas o ator sentado à esquerda fez muita novela, eternamente como coadjuvante. Acho que faleceu recentemente. Cresci com ele sendo chamado lá em casa como “Seu Batista”, pois parece que fez esse personagem na novela “O Machão” (versão mais antiga da Tupi para “O Cravo e Rosa”, da Globo há uns 10 anos), mas realmente, nunca soubemos seu nome.

      Na foto 8, enfim… “O Machão”. Que fim levou a Maria Isabel de Lizandra?

      Na foto 9, Adriano Reys irreconhecível.
      Quanto à marcação vermelha, o lápis em questão chama-se “lápis dermográfico”. Ele parece um crayon (e não um grafite). E não se apontava sua madeira (se descasava uma espécie de papel compactado – por isso, o nome “dermo”, pele). Era muito usado em diagramação. Ah! E seus rabiscos na foto era facilmente limpos. Acho que até algodão com água (com álcool, eu tinha certeza) apagava.

      Na foto 21, fácil. O outro, de boina, é o FAGNER! Fácil identificar.

      1. Arlette Montenegro era uma atrix da Tupi, Fez Os apostolos de Judas entre outras novelas.

      2. Também acho que não é a Célia Helena na foto 6. A atriz Célia Helena (1936-1997) já tinha 39 anos quando foi exibida a novela Vila do Arco. A moça que aparece na foto parece bem mais jovem.
        Adorei a história da TV Tupi. Fiquei horas viajando no tempo. Parabéns de novo.

      3. Na foto 12 acho que a novela chamava-ae OS FIDALGOS DA CASA MOURISCA. Naõ sei se o nome esta correto. R
        Era muito pequena. Quem assistia era minha mãe, mas me lembro de algumas cenas e do nome.

    2. Boa noite Douglas Nascimento . Parabéns pelo seu site . Fiquei muito feliz e surpresa quando vi a Foto 8. A menina sou eu , Suzy Camacho, na segunda novela que fiz na TV Tupi . Foi maravilhoso rever esta cena . Lembro até hoje nossa gravação na praça em frente a antiga emissora. Ter atuado junto a esses grandes artistas foi realmente uma escola e um privilégio . Agradecemos a sua iniciativa para preservar a memória da TV Brasileira.

  1. COMO É IMPORTANTE ESSE TRABALHO DE RESGATAR A MEMÓRIA DESSE PAIS, A REDE TUPI NUNCA DEVERIA TER TERMINADO. PARABENS…

  2. Na foto 1 não é Arlete Montenegro, mas não sei seu nome, entre a familia do Paulo e Nicete; na Foto 6, a primeira, é Riva Nimitz e não Diva; na foto 8 Suzy Camacho, à esquerda, atriz de cinema também, hoje é psicóloga; na foto 14 Wanda Stefania entrega premio ao Jocafi; na foto 19 não é Lilian Lemmertz, esqueço o nome da atriz; na foto 22 à esquerda é Myriam Rios, a ex de RC. O mocinho com a família Goulart, era Cazarré..na foto 1

  3. Não entendo porque Silvio Santos mudou o nome da emissora quando a comprou.

    A manutenção do nome ajudaria a preservar a memória da televisão brasileira.

    Mas, enfim, estamos em São Paulo, cidade que trata de sua memória a pontapés.

    1. É que o Silvio Santos não comprou a Tupi. Ela teve a concessão cassada pelo governo e depois alguns desses canais foram outorgados para ser explorados pela empresa do Silvio, denominada TV Studios Silvio Santos (TVS), cuja rede de emissoras foi chamada de SBT, nome que depois absorveu o antigo TVS. Outra parte dos canais, além do canal vago da Excelsior foram cedidos ao Grupo Bloch, que criou a TV Manchete.

      Em outras palavras o Silvio Santos nunca foi dono da Tupi. A Tupi sempre pertenceu aos Associados, até o fim, e por isso o Silvio nem poderia usar esse nome, pois não lhe pertencia.

      1. E outra: Se SS tivesse comprado a TV Tupi, ele ia assumir a dívida da mesma, como, por exemplo, salários atrasados dos funcionários.

  4. Que maravilha eu sou supseito quando vejo as fotos em preto e branco meu acervo particular é composto de 16.700 fotos e digo semre:
    A História não tem dono elea tem seguidores eu me incluo neste contexto da história antga. Jaime Prado- Buru?SP

  5. Na foto 19 , com o Raul Cortez acho que e a Elizabeth Gasper e não a atriz Lilian Lemmertz

  6. Concordo com o comentário do Celso, e acrescento ainda mais: O Brasil trata de sua memória a pontapés. Quanto São Paulo é campeão em não preservar o que foi bonito e antigo. Um exemplo, são os casarões da avenida Paulista. Se sobrou uma ou duas foi milagre. A av. Paulista agora é um corredor de monóxido de carbono. Muito bom esse trabalho de resgatar a memória. Gostei muito das fotos. Elas trouxeram de volta um passado maravilhoso, passado que não volta mais!!!

  7. A foto nº 22 é do programa “Mulheres”, exibido em 1979 no período da tarde na Tupi. A apresentadora (na foto, com o microfone na mão) é a jornalista Angela Rodrigues Alves. O programa era uma espécie de “genérico” da TV Mulher da Globo, com entrevistas, culinária, advogados e psicólogos respondendo cartas das telespectadoras e, como se vê, gincana. Havia equipes de moças que competiam entre si. Eu assistia todos os dias, pois estudava de manhã. Ficou no ar até o fechamento da Tupi.

  8. Na primeira foto, a senhora ao lado da Nicete não é a mãe dela, a atriz Eleonor Bruno?

  9. No ítem 21, creio que na segunda foto tenhamos o grupo Casa das Máquinas. Vejam que temos duas baterias montadas, característica do grupo em meados dos anos 70. Na bateria de cima, o Netinho, que era d’Os Incríveis.

    1. Gustavo,vc tem razão a banda é sim casa das maquinas,abaixo do Netinho,o guitarrista,é o josé aroldo binda,estudamos juntos no CESPEOC,na vila maria -sp

    2. Na verdade as duas bandas eram do Netinho, na 2ª batera acompanhava seu irmão Marinho.

  10. Douglas, o “Velho Gui” não foi personagem do Dionísio Azevedo em uma novela dos anos 70 chamada “A Pequena Órfã”, com uma menininha loira que era a protagonista, a Patrícia Ayres? … E na foto 16, a loira bonita da esquerda é uma atriz chamada Kate Hansen.

    1. Tem razão, o velho Gui foi personagem de Dionísio Azevedo nas novelas “A Pequena Órfã” (1968) e “O velho, o menino…” (1975).
      E novela da foto 11 é “O sheik de Ipanema” (1975)

  11. Eu agradeço muito esse e-mail, me fez voltar ao tempo com essas com fotos da história da televisão no Brasil, fui um pioneiro, vi nascer a TV Paulista canal 5, tinha 11 anos, depois até participei nesse mesmo canal, de algumas produções infantis como “Branca de Neve e os 7 anões” produzido pelo Waldomiro Barone, eu fazia o anão “feliz” rsrsrs também inaugurei a TV Excelsior canal 9, trabalhei lá quase até seu triste fim. Com referência a “Agência Lig-Pg” o ator, me esqueci seu nome, mas foi marido da saudosa atriz Riva Nimitz, irmã do crítico de cinema da década de 50, Oscar Nimitz.

  12. Na foto “6”, onde foi identificada a atriz Celia Helena (que eu desconheço, portanto não sei dizer se é ela ou não), o ator à esquerda da foto, de roupa preta (interpretando um padre, talvez) é o ator Rogério Márcico, que fez muita novela no SBT… Na mesma foto, o ator vestido de branco me lembra Otelo Zanoni… Talvez nem o seja, mas que lembra, lembra…

  13. Foto “11” – Buscando no Google, muito provavelmente se trata da novela “O Sheik de Ipanema”…

  14. Ahhhh… Na foto “6”, eu sabia que conhecia o ator negro, de barba… É Gesio Amadeu!

  15. Eu tive o previlégio de trabalhar com a Nicette Bruno e o Geanfrancesco Guarnieri na novela Éramos Seis quando criança na primeira fase da novela e as externas eram gravadas em Santos atrás do estádio da Vila Belmiro e em uma cidadezinha chamada Bonsucesso que se me lembro bem era proxima a Dutra.Foi uma época muito especial onde pude fazer parte da turma do Raio Negro e do Alfredo que era filho rebelde da dona Lola (Nicette Bruno).Tempo bom!!A estoria se passava em São Paulo e tinha até um bonde que era puxado por um carro mas que ninguém via!!Muito boa reportagem Dougla!!Por isso que gosto da São Paulo Antiga!!

  16. Numa das fotos, aprece uma flâmula da minha cidade: Amparo e meu sogro trabalhou na Tupy. Era operador de microfone.

  17. Na foto 1 aparecem também Bárbara Bruno e Beth Goulart, filhas de Paulo e Nicete

  18. A Tupi, se estivesse operando até hoje, estaríamos vendo Silvio Santos da Tv Record, talvez até como dono da emissora e a Rede Manchete talvez estaria totalmente ligada a massa falida da Excelsior, outra emissora que era de sucesso na mesma época da Tupi. Ah, o prédio que era a base da MTV Brasil em São Paulo, era da Tv Tupi; essa última talvez nem estaria na tv aberta e partiria desde o início do projeto, via tv a cabo nos anos 90.

    Talvez a Globo teria mais dificuldades de ser líder ou a briga ia ser mais quente do que hoje.

    1. Olha, Dan… INfelizmente, a Rede Globo conseguiria ser líder de qualquer maneira, pois foi inaugurada possuindo, em grande parte, capital estrangeiro (Time/Life)… Tanto que, o Roberto Marinho tinha esse desejo de possuir uma rede de TV antes do Golpe Militar de 1964, mas, por lei, não era concedido o direito de operar pra empresas que possuía capital estrangeiro, em sua maioria.
      Após o Golpe Militar, essa regra (ou lei) foi derrubada e a Rede Globo conseguiu a sua concessão.
      Interessante para a Família Marinho, para o Governo da época, para os Americanos… já para nós…………….. :/

      1. Ronaldo, a única chance da Globo não estar na liderança seria os milicos não terem cassado a Excelsior, pois como você deve bem saber, a Globo cresceu como um tumor maligno dentro do cadáver moribundo da Excelsior. Enquanto a Excelsior fazia água e agonizava, a Globo contratou todo o seu casting e parte da equipe técnica, clonando extamente o que a Excelsior fazia. Vale ressaltar que 9 em cada 10 inovações técnicas ou de conteúdo foram introduzidas pela Excelsior, que transformou a telenovela no principal produto da tv brasileira ao produzi-la diariamente, também produziu a primeira telenovela gravada em cidade cenográfica (nos antigos estúdios da Vera Cruz, em São Bernardo do Campo) e também foi a primeira emissora a operar em rede numa época em que a tecnologia para tanto era bem precária, ao levar os tapes dos programas para outras praças pelas asas da Panair, que era uma empresa do mesmo grupo, aliás, o maior conglomerado empresarial que o país já teve e os milicos pós 64 destruíram.

  19. Eu já ouvi dizer que a Tupi fechou por causa de um incêndio de causas duvidosas, aliás, no lugar da Tupi hoje está o SBT não é??

    1. Acho que não teve correlação. Acho que o SBT foi criado pelo SS (com o nome TVS) um pouco antes do fim da Tupi. Aqui no Rio mesmo, TVS/SBT ficam em São Cristóvão e a Tupi, na Urca, no prédio do antigo cassino.

      1. É… aqui em São Paulo a TVS ficava na Vila Guilherme, Zona Norte de São Paulo, na Rua Dona Santa Veloso 575 (esse endereço marcou minha infância) aqui em São Paulo eles adotavam o nome de TVS, só depois de um tempo virou SBT e continua até hoje, mas não no mesmo lugar, aliás parece que o site aqui já fez matéria sobre o antigo prédio do SBT, ele existe até hoje, mas está abandonado e o “Titio Sílvio” não quer se desfazer dele.

  20. Será que se conseguem fotos de outros programas da TV Tupi, como: Almoço com as Estrelas, Falcão Negro, Sitio do Picapau Amarelo, Programa Pim Pam Pum, Alô Doçura e outros?

  21. Foto 1, além do casal citado, o rapaz ao fundo Kiko de Micheli (marido de Bárbara Bruno na época); Beth Goulart (deitada), Bárbara Bruno (de pé), Eleonor Burno (senhora), Paulo Goulart Filho (menino)

  22. No item 6, novela “Vila do Arco”, na penúltima foto, a atriz Ana Maria Barreto (atrás do ator Kleber Afonso); e na última foto estão Rogério Márcico (sentado), desconhecido, Gésio Amadeu, a atriz desconhecida (não é Célia Helena), e Alberto Viana.

  23. VOLTA REDE TUPI. Na foto 6 Gibe, ao lado de Rogério Márcico, que posteriormente participou das pegadinhas do Programa Silvio Santos. Provavelmente é de uma cena no hospício da novela Vila do Arco. A novela, muito bem produzida, era baseada no romance O Alienista de Machado de Assis, e ela não conseguiu repetir o mesmo sucesso de sua antecessora O Machão. A foto 10 é do programa Circus (e não O Circo), que foi produzido para concorrer com o Fantástico. Destaque para a presença da bonita mulata Inezita Nascimento. Na foto 15 Raul Cortez na novela Xeque Mate. Raul Cortez declarou em uma entrevista que essa novela o fez ser conhecido em todo o Brasil.

  24. PÔ MEU O QUE FALAR DE VOCES ,RIQUEZAS NAS PESQUISAS,QUALIDADE DE GARIMPO DE INFORMAÇÃO VOCES SÃO F………….. ,PARABENS HOJE SEMPRE É COM MUITO ORGULHO QUE EU SEMPRE VISITO E LEIO AS MATÉRIAS HISTÓRICAS MARAVILHOSAS QUE VOCE POSTAM AQUI, SUCESSO SEMPRE PESSOAL.

  25. Sou mais antigo. Assisti pela 1ª vez a um programa de televisão em novembro ou dezembro de 1950, na casa do Dr. Ananias Porto em Santo Amaro. O sinal da TV tupi ainda era fraco, mas lembro do programa Alô Doçura com a Eva Vilma e o Johnny Herbert, lembro da Sonia Maria Dorsi e do Lima Duarte.

  26. A novela da foto 11 é “O sheik de Ipanema” a da foto 12 é “Vila do Arco”

  27. Se alguém me falar que foi a “Grobo” a responsável pelo fechamento da TV Tupí, eu não vou duvidar.

  28. Na sequência 21 a segunda foto está o Netinho na bateria com a Banda Casa das Máquinas.

  29. Que demais. Pra matar mesmo a saudade! Obs.: no item 6, na terceira foto, Célia Helena aparece ao fundo, não no centro da foto, como indicado na legenda.

    1. Na foto 10 (no Circo), o de perfil e cartola (não creditado) me parece o André Valli (eterno Visconde Sabugosa, do “Sítio do Picapau Amarelo”.

  30. …ESSAS SÃO DO MEU TEMPO, PENA NÃO HAVER NENHUMA DOS “IRMÃOS CORSOS” E DOS TS’s DE COMÉDIA E DE VANGUARDA EM QUE ATUEI

  31. Uma pena não incluir toda a equipe técnica que estava atrás dos artistas, as improvisações para produzir os efeitos sonoros, os cenários, a iluminação! Atrizes e atores magníficos são sempre relembrados, mas não protagonizaram a história da TV brasileira sozinhos!

  32. Olá, como colaboração, em uma das fotos acima, aonde aparece Laerte Morrone, Carlos Koppa e Tereza Sodré, a outra atriz é Riva Nimtiz e não liana Duval. Um Abraço.

  33. Seria de bom tom colocar créditos nas fotos, mencionar a qual acervo pertencem. As fotos são de sua propriedade (você as comprou) para você poder colocar marca d’água com o endereço do site?

  34. A foto 11 é da novela O Sheik de Ipanema, com Liana Duval, Laerte Morrone, Csrlos Koppa e Tereza Sodré.

  35. Me emocionei ao ler esta breve história da TV Tupi. A saudades bateu forte.
    Achei Incrível e importante a iniciativa. Preservar a história de uma TV que foi pioneira.
    Parabéns.

  36. A novela com Liana, Laerte, Koppa e Teerezinha Sodré é “O Sheik de Ipnema”. Exibida de 16 de abril a 9 de agosto de 1975, às 20h30.

  37. Na foto do programa Circus estão: Pepita Rodrigues, Paulo Goulart, Mara Rúbia, Ricardo Petraglia, Aizita Nascimento e Ankito.
    Eu fazia parte da equipe do programa. Que durou pouco. Era muito caro para o orçamento da época.

    1. Meun nome e Odair Toledo e participei como ator de enumeras novelas. O Machao, Divinas e maravilhosas, Meu Rico Portugues, Estrela Azul. O Fritz ( Meu Rico Porugues e Buscape ( O Mach’ao ), foram marcantae, e mesmo o Meridiano de Um Dia o Amor, todas na antiganTupi. Hoje, sou musico e conhecido como Tikinho do Brazil da Banda Famiulia Teocrata, sou professor de comunidade, estudo e dou curso de Teatro, no Instituto Federal de S’ao Paulo ( Curso de extens’ao). Fazer parte do contexxto artistico de S’ao Paulo foi e [e tudo de Bom. Jah Bless

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: