Casarão – Rua do Carmo, 81

Quando falamos do centro velho de São Paulo, sempre lembramos dos altos edifícios que estão por lá, mas caminhando em algumas ruas da região ainda é possível encontrar, no meio de tantos  arranha-céus, alguns antigos sobrados e casarões do início do século 20.

clique na foto para ampliar

E é no número 81 da Rua do Carmo, aos fundos do edifício da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, que está localizado este lindo casarão, que encontra-se fechado já tem vários anos. Sua fachada apresenta um avançado grau de deterioração com pichações.

O imóvel chama atenção de quem passa pela rua por sua beleza e pela elegância da construção, merece ser recuperado e restaurado. Daria uma excelente espaço cultural.

Confira outras fotos do casarão (clique na miniatura para ampliar):

Conheça outros imóveis catalogados nesta mesma rua:

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
Cadastre-se para receber nossa newsletter semanal e fique sabendo de nossas publicações, passeios, eventos etc:
ouça a nossa playlist:

18 respostas

  1. Amigo,

    Este casarão na Rua do Carmo, 81, não tenho certeza mas acredito ter sido ocupado pelo DST – Departamento Serviço de Transito de SP, nos anos de 53. Estudei no Colegio Nossa Senhora do Carmo, na Rua do Carmo onde hoje é o POUPA TEMPO e em frente tinha o DST, instalado em um casarão.

    A CONFERIR

    Jose Roberto

    1. Eu tbm estudei no Colégio do Carmo (64-68). Lembro do irmão Martinez, professor de Matemática, espanhol e torcedor do Corinthians (como eu). Bons tempos.

      1. prezado Antonio Afif; com muito orgulho também fui aluno do sempre saudoso Colégio do Carmo, e tenho fotos dos colegas de classe; acredito que você encontra/se numa delas; se possivel, acesse meu e-mail. abraços

  2. Aproveito para informar que o casarão da Rua Do Carmo quase esquina com a Rua Tabatinguera foi comprado e doado a Igreja da Boa Morte, a casa agora está mais florida a alegre!

  3. Sempre que passo pela Rua do Carmo me detenho para admirar esse sobrado. Belo, soberbo, um raro representante dos sobrados paulistanos. A antiga Rua da Boa Morte, hoje Rua do Carmo merece um olhar histórico. Já progredimos, pois ganhamos de volta a Igreja da Boa Morte, baluarte da nossa história, porque não coseguirmos de volta esse e o sobrado que existe ao lado esquerdo desse, restaurados e funcionando como centros culturais.

    1. Eu queria entender essa história, como assim ganhamos de volta a Igreja da Boa Morte? Pq consta que ela foi construída em 1810 e restaurada em 1980. Tem um salão anexo a ela que aparenta ter sido uma residencia, mas que hj faz parte da Igreja. Você tem mais informações a respeito?

  4. eu trabalho bem em frente este casarão e os outros prédios abandonados nesta rua
    é pior coisa é a visão deles
    todo dia tem confusão dentro ou na frente deles
    eu odeio estes prédios!
    todo dia eu penso que eles vão desabar a qualquer momento e em cima de mim!
    grrrrrrrrrrrrr

  5. Sou apaixonada por arquitetura antiga, esse casarao e fantastico merecia ser restaurado e aproveitado, ja que
    a intençao e revitalizar o centro ai esta uma boa ideia.Neta mensam rua tem um outro casarao que pertenceu ao senador flaquer, tive o privilegio de poder conhece-lo interiormente e fantastico visto de
    fora nao da para imaginar o que e la dentro, agora me parece que ele esta habitado mas se tiverem oportunidade visitem..vale apena

  6. Quando vim para São Paulo, em 1966 para fazer o vestibular era comum morar-se em pensões. Nesse endereço havia uma cuja proprietária, Iracema Martinez fora amiga de infância de minha mãe. Foi minha primeira moradia em São Paulo. Era uma casa belíssima, embora já com alguma degradação. Fiquei ali três meses quando então mudei-me para outra pensão na Liberdade, na rua Fagundes, 125, de propriedade de uma viúva portuguesa, D. Gertrudes, de saudosa memória.

  7. Eu também estudei no Colégio Nossa Senhora do Carmo. Me lembro com muita saudades dos meus colegas, do futebol no campo que existia no Páteo,dos campeonatos no Parque D. Pedro, dosmeus amigos: Antonio Martins, Antonio Celso D’Amante quinta Reis,Alfredo Mansour, Edmir Balbeck, Orlando Cerquiaro Jr., Felipo Colaiani, Silvio Santini Salituri,Cláudio Bonvicini, Orlando Caraciollo, Edson Porto e muitos outros. Bons tempos e como seria ótimo rever a todos.

    1. Amigos, estudei no Colégio Nossa Senhora do Carmo, sou o Antonio Carlos Martins, por gentileza entrem em contato, vamos reunir a turma da velha guarda e matar saudades dos bons tempos. Meu e-mail é martins.ac48@yahoo.com e meu celular é (11) 99292-8888.

  8. também estudei no Colégio Nossa Senhora do Carmo, derrubado há tempos – não sei porque.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.