Antigo estabelecimento comercial do Triunfo na região da Luz. O local foi desapropriado por conta das obras de modernização da região conhecida como “Nova Luz”. O interior dos imóveis já foram demolidos restando apenas a fachada.

Sobre o autor

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, é presidente do Instituto São Paulo Antiga e membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comentarios

  • Tic 08/01/2010 at 02:55

    Triste ver muita coisa se perder na cracolândia…
    será que o Hotel Escala terá o mesmo fim?

    Reply
  • Ricardo Fernandes 13/04/2021 at 14:08

    Era o Bar Soberano. Localizado no número 155 da rua do Triunfo, centro da capital paulista, o estabelecimento era parada obrigatória de técnicos, artistas e diretores de cinema entre as décadas de 1960-1980. Era no boteco de pratos-feitos que se planejavam as produções e se distribuíam empregos. Tudo em meio à agitação da área povoada por malandros, prostitutas, travestis pré-silicone e desocupados, que também frequentavam o lugar. A história do Soberano se confunde com a da produção cinematográfica da Boca do Lixo. Considerada a “Hollywood Brasileira”, a Boca do Lixo flertou com o cinema marginal nos anos 60 para então abraçar a pornochanchada na década de 70, quando chegou a produzir cerca de 60 dos 90 filmes realizados por ano no Brasil.[3] Apesar da intensa produção (boa parte independente das verbas da Embrafilme) e de ter revelado vários profissionais do cinema nacional, uma considerável parcela da filmografia da Boca do Lixo ainda hoje enfrenta preconceito identificada como uma produção de conteúdo alienante, caráter sexista e de gosto duvidoso feita sob os auspícios da Ditadura militar brasileira.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: