Casa de 1896 – Rua Marquês de Itu, 663

Datado de 1896 este imóvel é a mais antiga construção remanescente da rua Marquês de Itu, Vila Buarque. Uma típica construção do final do século 19, com pé direito bastante alto, com porão  e um terreno bem estreito e comprido, como era costume naquela época.

Porém, mesmo centenária e sendo a única representante de uma era já muito distante a proprietária do imóvel , a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, não dá ao imóvel um destino digno.

O imóvel ostenta tem cerca de mais de 10 anos uma placa em sua fachada com os dizeres: “Estamos em obras para melhor atendê-lo” (veja galeria no final do artigo), mas na verdade a velha casa está servido de depósito, como é possível ver em algumas imagens.

Lamentável que algo tão antigo não tenha a atenção merecida. Mesmo esquecida ao lado do hospital o imóvel está em bom estado de conservação e pode ser facilmente recuperado e ter um uso melhor.

Atualização 07/11/2012:
Depois de anos fechado e sem uso parece que o destino da casa foi selado: o chão. Todo o fundo da casa foi demolido, e por enquanto resta apenas a fachada. Como um imóvel de 116 anos, algo raro na Cidade de São Paulo não era tombado ? A foto abaixo, enviada pela leitora Claudia Fajkars mostra o que foi feito recentemente com a construção.

Será que a fachada resiste ou também vai sucumbir ? Misericórdia!

Confira outras fotos da casa de 1896 (clique na foto para ampliar):

Atualização – 18/08/2020: O leitor Daniel Buono nos enviou a fotografia abaixo e a informação de que os proprietários reformaram a fachada que há anos estava deteriorada.

Crédito: Daniel Buono
Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

13 respostas

  1. Que pena…Me deixa triste ver uma casa que poderia estar chamando a atençao justamente pelo contrario, por estar conservada e ter resistido ao tempo…e não assim, se perdendo aos poucos

  2. Nesta, em 2002, funcinava o que pretendia ser um centro cultural. Nos fundos havia um pequeno palco com um área para no máximo 50 espectadores. Cheguei a fazer algumas apresentações de teatro infantil aí, parece que depois disso não virou mais nada. Uma observação: a placa de reforma já estava lá.

  3. Lamentavelmente, esta casa de propriedade da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia, se transformou num pátio de obras avançado desse hospital. Temos que conviver com o estridente som de makitas e serras elétricas que por vezes avançam os finais de semana e feriados, ocasiões em que temos que nos valer da polícia, do psiu, do padre ou do bispo já que reclamar com a própria Irmandade é impossível nesses dias pois os responsáveis só trabalham em dias úteis.
    Ali também estão instalados, precariamente, os trabalhadores provavelmente de alguma empresa terceirizada que mereceriam também a proteção das autoridades competentes mercê das péssimas condições de habitabilidade.
    Passo a palavra com o meu abraço aos responsáveis por este blog.
    Ademir

  4. Passei hoje em frente deste casarão e constatei que ele está sendo demolido. Resta somente a fachada…

    1. Moro em um apartamento localizado na parte de trás do casarão e venho acompanhando o que está sendo feito nela. A meu ver ele está sendo reformado. A parte interna foi toda demolida, preservando apenas as paredes externas (com exceção de um dos lados). Há tijolos novos empilhados…sinal de que vão refazer a parte interna.

  5. Na década de 80 funcionou uma escolinha neste casarão. Eu lembro de entrar lá quando era pequena.

  6. Essa casa recebeu a placa de reforma no ano de 2003, desde então permaneceu parcialmente abandonada, se acabando por fora e cada vez mais depredada. Hoje, aí esta o que aconteceu.

  7. Quarta foto da galeria – um armário para o entregador deixar o pão para o morador?! Surreal nos tempos atuais!

  8. Tem algo estranho, olhando no Street View, as imagens de jun/2014, http://goo.gl/maps/Y2giz, estão construindo um edifício detrás do terreno mas não demoliram a parte da frente, me parece ser uma ampliação/reforma mantendo parte do imóvel original, não é para mim o mais bonito mas é melhor que sumir com tudo.

  9. Dêem uma chegada no endereço agora. Só a fachada preservaram. Enquanto todo o terreno foi ocupado por um prédio pequeno, de quadro andares. Já esta construido, já na fase de acabamentos;

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: