Houve um tempo em que dificilmente as residências possuiam garagens. Seja por serem casas operárias, casas simples para aluguel ou mesmo por falta de necessidade – devido ao fato de que no passado o carro era um bem ainda mais difícil de se possuir – era bastante comum termos imóveis assim como os da foto:

clique na foto para ampliar

Localizados nos números 532 a 542 da Rua Marechal Barbacena, na Vila Regente Feijó, esses quatro sobrados geminados são excelentes exemplares preservados das antigas residências das classes operárias paulistanas. Era comum pertencerem a um único proprietário que as alugava como forma de obter renda.

No caso destas, tudo indica que era neste padrão também. Afinal se observarmos o frontão das casas localizadas nas extremidades, veremos as iniciais “FR” pintadas dentro de um círculo branco. É bem possível que sejam as iniciais do proprietário original.

Na fachada a inscrição “FR”

No que se refere a estas casas em si, todas encontram-se bastante preservadas e em ótimo estado sendo que suas características originais estão mantidas. Observem que as casas nas extremidades tem um padrão arquitetônico levemente diferente das que estão mais ao centro.

Veja mais fotos dos sobrados (clique na foto para ampliar):

A região da Vila Regente Feijó tem muitas outras construções interessantes, veja as que já publicamos clicando aqui.

Sobre o autor

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, é presidente do Instituto São Paulo Antiga e membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comentarios

  • FRANCISCO JOSE PENTEADO DOS SANTOS 26/04/2021 at 15:38

    Excelente, raro no Brasil esse tipo de unidade, talvez seja uma exigencia do dono em não alterar nada.

    Reply
  • farolcom 26/04/2021 at 15:43

    Tenho uma especial apreciação por portas de folha dupla. Belos exemplares

    Reply
  • Emerson de Faria 27/04/2021 at 17:44

    A Vila Regente Feijó, também conhecida como Água Rasa, esconde verdadeiros tesouros arquitetônicos do passado operário e industrial de São Paulo, pena que nos últimos 40 anos o bairro tem experimentado uma verticalização desenfreada e muitas dessas joias foram simplesmente destruídas e perdidas para todo o sempre.

    Reply
  • Ademir Richotti 27/04/2021 at 21:34

    Passo muito nessa rua e sempre admirei esses sobrados, tomara que continuem ali por muito tempo ainda.

    Reply
  • Aparecido dos Santos 29/04/2021 at 20:25

    Minha avó morava nessa rua e eu me lembro desse sobrados…

    Reply
  • Paulo Clístenes Vieira da Silva 02/05/2021 at 11:46

    Sobrados muito interessantes!

    Reply
%d blogueiros gostam disto: