Sobrado Demolido de 1896 – Rua Wandenkolk, 485

O bairro da Mooca é sem dúvida um dos mais ricos de São Paulo em relação à memória urbana. Pelo bairro é possível se deparar com as mais difentes construções. São casarões suntuosos, casas de operários, vilas, fábricas, moinhos e passarelas ferroviárias importadas da Inglaterra.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Mas um dos imóveis que mais chama a atenção no bairro é também um dos mais antigos que ainda resiste, em pé. Trata-se deste belíssimo sobrado ainda do século XIX, do longínquo ano de 1896, localizado no número 485 da rua Wandenkolk e esquina com a rua Cel. Bento Pires.

O imóvel em duas fotos antigas sem data e de autor desconhecido (clique para ampliar).
O imóvel em duas fotos antigas sem data e de autor desconhecido (clique para ampliar).

Até pouco tempo atrás o sobrado esteve ocupado no andar superior para moradia. Há alguns meses ele foi esvaziado e deste então ele está com uma placa de vende-se que não é muito animadora. O imóvel e seu simpático vizinho de cor amarela e azul são construções centenárias e que aparentemente não estão tombadas pelo patrimônio histórico, estando assim vulneráveis a demolições ou eventuais descaracterizações.

Um sobrado tão belo e de linhas tão sóbrias não só precisa como merece ser preservado.

Confira outras fotos do sobrado (clique na miniatura para ampliar):

Atualização – 22/08/2012:

Há poucos dias recebemos a informação de que o imóvel começou a ser demolido. Por mais que não quiséssemos acreditar em tal crime contra a memória arquitetônica da Cidade de São Paulo, fomos até o local para conferir e constatamos que a triste notícia era real. O velho sobrado de 116 anos, um dos mais antigos e históricos imóveis da Mooca foi demolido.

O andar superior e inferior foram todas destruídos, restando apenas as paredes do andar térreo agora apenas servindo como um muro. Apesar de odiosa e repugnante, a demolição infelizmente foi legal pois o imóvel não era tombado pelo poder municipal. Abaixo a foto do imóvel como encontramos:

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

12 respostas

  1. uma obra robusta. Bem restaurada ficaria uma beleza.
    E depois??? Alugando o inquilino nao cuida como deveria. O Estado, por sua vêz, “tomba”, mas, nao compra e nem sei se concede isenção do IPTU. Afinal, será que o proprietario se contentaria em possuir um imovel antigo, bonito e bem restaurado, apenas por
    diletantismo,(amor a arte).-

  2. É constrangedor ver um obra arquitetônica assim abandonada,infelizmente nossos governantes e também nosso povo,não dá o devido valor a essas riquezas,deveriam deixar que alunos de arquitetura pudessem restaurá-los e fariam um trabalho que valeria como a monografia final de curso,assim resolveria os problemas,a restauracão da obra e daria experiencia (real) O FUTURO ARQUITETO.

  3. É triste ver como as construções paulistanas da virada dos séculos 19 para 20 (durante a primeira república) são maltratadas e desprezadas tanto pelos entes públicos quanto privados…

  4. Realmente os imóveis ficariam lindos com uma restauração, infelizmente não é da cultura do brasileiro preservar, sou morador da Mooca e vejo quantos prédios de alto padrão estão sendo erguidos, ninguém se preocupa em preservar a história, isso é triste. Exemplo da rua Cassandoca onde hoje existem várias torres residenciais.

    Parabens pelo site!

  5. No Google Maps este sobrado ainda está de pé e dá para vê-lo de outros ângulos… Olha as janelas… Era moda em 1896 !!! Q pena…..

  6. Moro nessa rua, espero que a empresa que fez isso mantenha o muro (pinte-o e dê maior “sustentação”), e não apenas faça uma coisa qualquer passível de pichações ridículas.

  7. O imóvel foi definitivamente demolido. Há uma muro de arrimo sendo erigido, com sérios sinais de ser uma construção irregular.

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: