Casa Demolida – Rua Santa Maria, 490

Algumas meses atrás, conversando com uma prima minha, lembrei-me de uma antigo sobrado bem deteriorado que desde que eu era adolescente me chamava a atenção, quando ia visitar a minha tia no Parque São Jorge. Não me lembrava exatamente que rua era a do sobrado, apenas que era uma travessa da conhecida rua São Jorge. Até que por muita coincidência um leitor do site enviou-me justamente a foto deste mesmo sobrado:

Crédito: Divulgação

Ele era localizado no número 490 da rua Santa Maria e lembro-me que quando era bem garoto evitava de passar na calçada dela se já havia anoitecido. Uma das minhas primas sempre dizia que a casa era mal-assombrada, o que me deixava bastante aflito.

Aliás, quase todo mundo acha que alguma residência do bairro onde mora é assombrada. Especialmente quando você é criança ou adolescente, quando a imaginação é bastante fértil e sugestiva.

clique para ampliar
clique para ampliar

Porém, ao visitar o Parque São Jorge recentemente, tive a surpresa de que a casa foi realmente assombrada, mas não por fantasmas, mas sim pelo monstro da especulação imobiliária, que mete mais medo do que qualquer espírito zombeteiro por ai.

Como eu não passava ali alguns anos, desde que minha tia mudou-se e posteriormente faleceu, raramente voltava a região. E acabei por descobrindo que o velho sobrado foi derrubado e outro imóvel estava sendo erguido no lugar.

Triste, mas infelizmente faz parte da renovação da cidade, que é dinâmica e não pode parar. Se é difícil proteger o que é tombado, imagine o que não é! Foi mais um memória de minha infância que, daqui por diante, será somente foto e lembrança.

Veja mais fotos do local:

Crédito: Google Street View / Divulgação

Crédito: Google Street View / Divulgação

E você ? Lembra-se de alguma casa onde morava quando criança ou quando adulto que tinha ou ainda tem fama de mal assombrada ? Deixe um comentário (e se possível o endereço para irmos investigar)!

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

21 respostas

  1. Parabéns Douglas, eu adoro o seu site eu estou aprendo muito sobre a história de minha São Paulo. Você comentou sobre casas mal assombradas e eu me lembrei de uma que povoou o meu imaginário e de meus colegas de infância, trata-se de um casarão enorme de tijolinho, muito bonito por sinal, na avenida Nova Canteira nº 2466 – Tucuruvi, zona norte de São Paulo, que pelo que eu me lembre sempre esteve abandonado, e olha que tenho 45 anos, dizem que foi palco de assassinatos por magia negra, ninguém tinha coragem de entrar ainda mais que o número da casa é 2466 e somando o 2 com o 4 fica 666, pronto bastou para minar a coragem do mais ávido garoto. Gostaria muito de saber a história desse imóvel.

  2. Douglas, tem um casarão na rua Kansas, esquina com a rua Nova York, no Brooklin Novo. Eu e meus irmãos passávamos correndo na frente dele; sempre tinha uma senhorinha muito idosa espiando a rua pela janela e nós, crianças, falávamos que era a bruxa do 71…. mas mesmo com medo eu sempre tive vontade de ver como era por dentro.

      1. Será que esta senhorinha mora sozinha neste casarão? Até é meio perigoso pra ela ficar sozinha aí…

  3. Me recordo muito bem desse sobrado. Quando era garoto, ainda nos anos 80, este imóvel já era bastante deteriorado e se não me engano, a pessoa que morava ali deveria ser bastante reclusa, pois raramente via movimento. O máximo era um carro entrando na garagem.
    Aliás, Douglas, se puder, faça novamente algumas visitas no Parque São Jorge. Sei que o site tem assuntos relacionados, como as histórias do Cine São Jorge e do Hospital Cristo Rei, mas ainda vale a pena verificar os antigos sobrados e casarões do bairro. Estes, creio, dificilmente serão vendidos e posteriormente derrubados por construtoras porque são de famílias muito antigas e que não tem interesse em sair dos seus locais – ao menos é o que espero.

  4. Garanto que no lugar dessa bela casa, que de assombrado não tinha nada, irão levantar um prédio com vários andares.
    E assim os gananciosos das imobiliárias ávidos por dinheiro vão detonando essas construções antigas.
    Como pode a prefeitura permitir tamanha barbaridade.
    Geralmente quando estão construindo núcleos residenciais, os anúncios dizem assim : Venham morar próximo do parque tal!….
    Quer dizer, constroem prédios próximo de parques e áreas verdes. Mas não criam áreas verdes próximo de novos núcleos de apartamentos que estão sendo construído. As duas maiores áreas verde em São Paulo, é Parque do Carmo e Ibirapuera.
    O parque da Independência (Ipiranga) e o parque da Aclimação já está repleta de prédios em seu redor.

    1. Ernani, no lugar estão fazendo outra casa mais nova.
      A área não tem espaço e nem recuo suficiente para levantar um prédio. Quando ficar pronto atualizo com uma fotografia.

      Abraços!

  5. Meu pedido é outro, por favor se ainda não foi publicado, publiquem uma materia sobre o antigo Parque Shangai [baixada do Clicerio] , eu freguentava o local com meus pais, meu pai trabalhou de bilheteiro nesse parque. Visitem na Rua Trez Martelos [Tatuapé] , uma antiga capelinha que sempre esteve fechada e é muito antiga, e eu sempre tiva curiosidade em conhece-la.
    Obrigado, vocês são maravilhosos.

    1. Muito antiga essa capelinha, mas super bizarra a pintura atual dela, tá pintada de vermelho e enfeitadas com coroas em decalque branco.

  6. Lugar sinistro para se visitar é a capela dos aflitos, principalmente a noite, o beco que leva o mesmo nome, vários médiuns disseram que o lugar é habitado por fantasmas, por que o lugar foi no passado o primeiro cemitério de são paulo, vale a pena conferir o lugar e a história.

  7. Bacana seu blog, curti muito. Caí aqui pois estava pesquisando essa Rua Santa Maria, pois no século passado, por volta de 1900, meu trisavô morou nessa rua. Ele morava no numero 333. Bem perto desse casarão que foi demolido. Provavelmente essas casas antigas foram construídas pelos italianos que migraram para são paulo e demais cidades.
    Pena não ter achado ainda uma foto da casa antiga do meu trisavô, mas vou continuar vasculhando.
    Parabéns pelo blog e sucesso.

    1. Obrigado! Apenas pra você ter ciência, se ele morou no 300 por volta de 1900 era em outro ponto da rua, pois até a metade da década de 1930 a numeração era em um sistema diferente.

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: