Uma peça histórica não precisa necessariamente estar num museu, pode estar também ao ar livre para ser observado, e até utilizado, em via pública. É assim que observamos alguns pontos de ônibus antigos, que contam um pouco da história dos transportes e da evolução do mobiliário urbano em São Paulo.

Foi assim que encontramos paradas antigas na Vila Ipojuca e também na Vila Guilherme. Mas tivemos uma grande surpresa, enviada pelo leitor Vinícius Ferreira Afonso, que nos enviou as fotografias do primeiro ponto de ônibus da cidade de Ribeirão Pires.

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Com presença de transporte coletivo na cidade desde 1897, quando Ribeirão Pires era ainda apenas um distrito, a parada de ônibus da foto veio bem depois, em 1958. Até então bastava apenas o passageiro fazer o sinal para o ônibus parar em qualquer lugar, o que deixava as viagens um tanto quanto lenta.

Localizado na altura do número 100 da avenida Santo André, o primeiro ponto de ônibus de Ribeirão Pires foi recuperado, sinalizado e é mantido pelo Museu Histórico Municipal Família Pires, que faz um bom trabalho de preservação da memória da cidade. A restauração ocorreu em 2011.

Abaixo outra imagem do ponto de ônibus:

Crédito: Vinícius Ferreira Afonso

Sobre o autor

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, é presidente do Instituto São Paulo Antiga e membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comentarios

  • Vinícius Afonso 26/03/2015 at 16:04

    Aliás, Ribeirão Pires vale uma visita, não só pelo ponto de ônibus, mas também por manter características interioranas em plena região metropolitana da capital!

    Na praça da matriz, é possível ver idosos jogando cartas; a estação ferroviária, à base de ferro e madeira, como convinha à inspiração inglesa, que nos remete aos tempos da foggy e da maria-fumaça; a vegetação do entorno preservada e o ambiente tranquilo do centro alto da cidade.

    Parabéns pela matéria!

    Reply
  • Silvia Calçada 31/03/2015 at 01:13

    Sinceramente… não sei o que essa publicidade tem de bonito. Poderia ter uma indicação sobre a importância do local sem destruir sua autenticidade. ficou um horror.

    Reply
  • Clelia Person Lammardo 31/03/2015 at 08:47

    Típico dos anos 1950, com colunas palito de sustentação. Disseram-me que nessa cidade existe tbm uma igreja com alpendre, semelhante à de São Miguel Paulista. Ainda não conheço Ribeirão Pires.

    Reply
  • danielpardo2015 02/04/2015 at 22:46

    Do tempo em que não poupavam custos para fazer as coisas.

    Reply
  • MARCOS NASCIMENTO 14/12/2020 at 22:58

    Parabéns pelo valioso conteúdo histórico deste site e dos idealizadores do mesmo. Um país, uma cidade ou um Estado sem memória do passado não tem futuro e tende a repetir mais os erros do passado do que os acertos. Infelizmente a maioria das cidades do país não tem farto material a respeito do passado: das construções, do aspecto das ruas, dos terminais e pontos de onibus etc… E outras até tem alguma coisa mas não fazem ampla divulgação pela internet e muita coisa fica guardada a sete chaves nas casas de ex-prefeitos e politicos e empresários da época.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: