Casarão – Rua João Tibiriçá, 691

O progresso e o desenvolvimento urbano se não planejados com sabedoria tornam-se grandes entraves para a preservação do patrimônio histórico de uma cidade. Não se pode dar de ombros para o progresso, mas também não podemos apagar o passado. Esse impasse na grande maioria das vezes revela-se desastroso para a história e para preservação urbanística, muitas vezes de maneira irreversível.

clique na foto para ampliar

O bairro da Lapa, por exemplo, é repleto de belas mansões, casarões e sobrados luxuosos, especialmente naquela área conhecida por City Lapa. São ruas bem planejas, arborizadas, com trânsito tranquilo na grande maioria das ruas e as casas bastante valorizadas.

Infelizmente, no trecho mais a oeste da região encontramos em avançado estado de abandono – embora ocupado – um dos mais antigos casarões da região. Segundo vizinhos, o principal motivo da degradação do velho imóvel foi o desenvolvimento da área.

Localizado no final da rua João Tibiriçá (é o ultimo imóvel da rua) o casarão mesmo mal conservado chama a atenção por sua beleza arquitetônica. Ele até tem a sorte de estar localizado bem diante da Estação Domingos de Morais da CPTM, mas tem a infelicidade de ser muito próxima, praticamente grudada, ao viaduto Domingos de Morais. Foi a construção deste viaduto que tornou este trecho final da rua sem saída.

O fato de ser uma rua sem saída também atraiu alguns moradores de rua e faz com que muitas pessoas joguem lixo e entulho ao lado da casa. A área é tão exótica, que há galos e galinhas sendo criados na rua, um ar de cidade do interior em um local urbano e agitado.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

Analisando documentos e mapas antigos acreditamos ter sido este imóvel a residência de Frederico Krueder, fundador da Química Anastácio, mas ainda estamos em averiguação. Estamos fazendo o possível para descobrir a história por trás demais um belíssimo exemplar da São Paulo Antiga. Se você conhecer alguma coisa sobre este imóvel ou algo que possa complementar nossa investigação, deixe um comentário e colabore com a história da sua cidade.

Confira mais fotos deste casarão:
Foto: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

Foto: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

29 respostas

  1. Infelizmente, por aqui as pessoas que compram um imóvel desses vão logo demolindo e construindo um moderno, com materiais bem inferiores ao antigo,e que não possui história ou valor arquitetônico e mesmo assim ainda acham que estão fazendo um grande negócio.

    1. Realmente, as pessoas dão mais valor a arquitetura moderna com casas quadradas e brancas, sem personalidade ou história, lamentável.

  2. Creio que essa rua faça parte do loteamento original da City (ruas tipo Tome de Souza, Monte Pascoal, Tordesilhas, etc)… vcs conseguiram algo nas plantas do DPH? Pela idade , com certeza deve ter algum registro da casa no Arquivo histórico Municipal. Aqui na Lapa tem muitas ruas escondidas com construções assim.

      1. Meu pai por muitos anos foi funcionário do Sr. Frederico na sua fazenda Santa Clara em Dourado sp.

      2. Ola Douglas, conheci muito bem essa região, neste palacete morava um amigo meu chamado Juvenal , isso no inicio dos anos 60.Tenho casa de herança Tordesilhas, A City Lapa era muito boa para morar nos anos 60/70. Moro atualmente em São José dos Campos. Tive uma infância muito boa aí.Jogava bola no Vaticano defrente o quartel, Nacional, no Lameirão. soube que não existem mais . Esudei primário no Pereira Barreto, ginasio no Alexandre Von Humbolt no Anastacio. Sou de 1951, onde ficava a Sadia era um brejo que ia até a marginal ia lá à noite pegar rãs. Era muito bom.Passei por aí uma época me deu dó pois vi as praças abandonadas, casas mal cuidadas. uma pena !!!!!! São os tempos !!! Saudades muitas !!!! Abraços I
        IVAN hAWRYSZ

        ivanhawrysz@yahoo.com.br

  3. Para maiores esclarecimento aconcelho os Sres. a fazerem uma busca no site da cia city como “construtora” do bairro a orde de zoneamento do city é maior do que o zoneamento da PMSP logo é mais facil vcs fazerem a checagem do titular desta casa atravez de pesquisa na cia city

    QQ coisa estarei a disposição para ajudar

    abços e boa sorte

  4. Pessoal, entrei no Google Maps e a casa ESTÁ À VENDA!!!
    Na mesma foto a casa está quase irreconhecível.
    O mato cresceu por todas as partes.
    Liguei em uma das imobiliárias das placas. A corretora me informou que, pasmem, um dos herdeiros ainda mora lá!!!
    Pelo estado de conservação é uma lástima saber que alguém vive lá, e não toma nenhuma providência para mantê-la em ordem…
    Outra coisa, “passeando virtualmente” pela rua, infelizmente essa é a casa em pior estado…
    Triste não?
    Tomara que alguém a compre e devolva toda a sua grandiosidade!
    Um forte abraço
    Beto

  5. O que posso dizer aos senhores que fizeram seus comentários é que sou o morador e fico muito chateado por não ter condições de reforma-la.
    O maior causador dessa deterioração da casa foi a explosão do posto de gasolina ao lado com bandeira da PETROBRAS em 21 de dezembro de 1991 as 13h:30m, e até hj não recebemos nada por tudo que perdemos.

    Grato
    Eduardo

  6. Eu tive o prazer de conhecer esta casa ainda ainda no final dos seus tempos aureos, final dos anos 80 antes da explosão do posto vizinho!!! Além também de conhecer os antigos donos e os herdeiro inclusive um deles é meu tio. Lembro me ainda com nitidez muitos dos detalhes internos e externos da casa, como por exemplo o piso do hall em ladrilho hidráulico preto e branco xadrez, a escadaria toda em Peroba rosa, cada detalhe de acabamento muito esmerados, o jardim na época ainda com muitas plantas e arvores, realmente um belíssimo e saudoso casarão em estilo Neoclássico, onde havia muitas festas e reuniões gostosas.

  7. Em 1991, o posto de gasolina da Rua Monte Pascal que fica acima dessa casa, sofreu uma explosão,afetando consideravelmente a estrutura da casas ao redor , essa casa foi muito afetada e o dono entrou com um processo indenizatório contra o posto de gasolina .Até onde eu sei ,ele estava esperando o pagamento para reformar a casa.Se não me engano ele pertence á um Grupo de Escoteiros da região.

    1. Ola Katia, exatamente isso que você falou , ate hoje estamos a espera , inclusive o Posto no qual explodiu funciona a mais de 10 anos sem alvará de funcionamento .

  8. Desde pequena sou apaixonada por construções antigas, reparo cada detalhes, observando essas construçoes nos remetemos a outras epocas, é muito bom prestigiar, mesmo que muitas das vezes esses imoveis estejam tão degradados.

  9. Poderiam restaurar a casa e também o Fusca sem rodas que está na garagem (provavelmente um 64), assim matava-se dois coelhos com um tiro só hehehehehehehehehe (ecologistas, por favor não me processem; é apenas uma expressão muito usada por ai)

    1. Olá! Realmente esse casarão é espetacular! Estou pensando em comprar um imóvel nessa rua e gostaria de saber, de quem conhece a região, se a mesma é segura e se vale a pena morar nela. Desde já agradeço muito!

  10. Pessoal, lendo os seus comentários, não concordo q a casa deveria ser reformada. Eu trabalho perto e passo por esta rua sempre vendo a casa. Não sei o por que que gosto dela assim, pois ela me parece misteriosa. Lembro que no ano passado estavam filmando a casa e não sei pra que. Há moradores nesta casa e admiro os mesmos. Até eu moraria nela, pois a acho interessante. E só fiquei curiosa com as câmeras diante da casa.

  11. aos senhores posso dizer que foi sim feito uma filmagem na minha residencia o filme foi lançado este ano

    1. Sr.Eduardo,sua casa é linda…Assim como, provavelmente, as lembranças de sua família que viveu e vive nesta belíssima residencia .Não se importe com comentários de quem não sabe e julga qualquer coisa .Espero que saia a indenização,
      e que o Sr ainda more muitos anos aí.
      Conte para nós o nome do filme,e se puder ,envie fotos para este blog da parte interna de sua bela casa.Ela deve ter detalhes lindíssimos
      Obrigada..

  12. Oi Eduardo! Passei essa semana em frente sua residência e logo lembrei que havia visto ela nesse site! Eu a admirei tanto que logo lembrei quando a vi! Gostaria muito de saber mais detalhes dela, idade, fotos internas se possível.. Qual filme foi filmado nela? Parabéns pela belíssima casa!

  13. Trabalhei um tempo na região da lapa e fiquei encantada com tantas casas antigas e lindas na região, eu sou apaixonada por construções antigas e fico admirando as muitas que tem por toda são Paulo, mas também fico muito triste com o desrespeito, o descaso e a falta de preservação das mesma, adoraria poder morar em uma casa assim tão linda.

  14. Eu nasci e continuo morando em uma rua que termina na rua dessa casa, lembro da minha infância brincamos ai inclusive com algum vizinhos que já não moram mais ai, a casa era e continua linda lembro também dos tempos áureos do fusca do Juvenal, passei esta semana em frente a casa e vi que estão fazendo uma reforma onde ficava o fusca estão fazendo piso, será vão reformar o casarão?

  15. Boa noite. Eu sou uma das proprietárias desse imóvel, meu maior sonho sempre foi poder reformá-lo, mas não alterando em nada. Ela, a casa, retrata uma vida de felicidade, ao lado dos meus pais, vivemos sonhos de natal, tinha um poste, que foi tirado, onde toda festa de Ano Novo às 00h00 meu pai, Sr. Juvenal descia com uma pá e batia nele para celebrar a chegada do novo ano, até nossos vizinhos desciam para se juntar a ele. Após esse incêndio no posto, que deteriorou parte interna e externa, inclusive um fusca que era meu e deu perda total, não tivemos condições financeiras de deixa-la como era, mas foi feita uma reforma suficiente para que pudéssemos morar, meu irmão Eduardo já relatou esse acontecido, mas reforcei, porque até hoje estamos no aguardo da justiça, adivinhem, não veio. Até hoje não fomos ressarcidos e o posto continua funcionando. Após a morte dos meus pais, meu irmão Eduardo é o atual morador da casa, mesmo ela estando no estado que está. A energia dela é de puro amor. Como sinto falta, obrigada pela oportunidade em ver meu lar, mesmo com os comentários negativos aqui colocados, fazendo história em seu canal. Fátima

    1. Olá Fátima, penso que os comentário acima se referem a uma casa, fisicamente falando, mas sabemos que o que a faz viva, é o seu uso como lar. Apesar da situação atual da casa (cujos responsáveis não honraram com suas obrigações), ninguém apagará as doces lembranças ocorridas nela. Desejo que logo se regularize, e que a hist´roia siga aos seus descendentes.

    2. Poucas pessoas sabem o custo de refornar uma casa, quanto mais restaurar! Apesar do estado da casa, eu continuo a admirando muito, pois realmente tem algo nela que atrai…

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: