Casarão Doimo – Um exemplo de restauro

Localizado a apenas dois quarteirões da Avenida Paulista, o palacete que pertenceu no passado à família Abdulkader, cuja história já contamos aqui no São Paulo Antiga, está de dono novo e foi completamente restaurado.

clique na foto para ampliar

Mesmo tendo sobrevivido as intempéries do tempo, o imóvel fundado em 1930 teve que ser totalmente restaurado e o grande desafio foi exatamente o de encontrar mão de obra especializada. “Tivemos uma preocupação muito grande em preservar o projeto original e como Minas Gerais possui cidades históricas como Ouro Preto, Tiradentes e Mariana, decidimos trazer mão de obra especializada de lá”, explica Elias Tergilene, CEO do Grupo Doimo no Brasil. 

A restauração que durou dois anos de obra envolveu as o casarão principal e o imóvel ao lado, bem como toda a área externa e partiu desde o piso, parede, telhado, elétrica e hidráulica aos adornos em madeira, vitrais, entre outros elementos estruturais arquitetônicos do imóvel.

Casarão vizinho (lado direito da foto) também foi adquirido e restaurado (clique para ampliar)

Com um investimento em torno de dois milhões de reais para a restauração, o Casarão Doimo está pronto e de portas abertas para a visitação do público como uma forma de presentear esse patrimônio histórico à cidade. “Nossa empresa possui capital italiano. E a Itália é muito reconhecida por sua riqueza histórica e cultural, mantendo muito bem as construções antigas e preservando a história e originalidade das cidades. Por isso, nós restauramos esse casarão com o intuito de valorizar a nossa São Paulo antiga”, conclui Tergilene. 

Interior do Casarão Doimo também é rico em detalhes e foi restaurado com perfeição e atenção aos detalhes detalhe perfeição

Além da elegância e sofisticação deste verdadeiro exemplar da São Paulo Antiga, os ambientes externos da casa, também são um convite para o desfrute do passeio, como o orquidário, o jardim e a fonte de água. Já no interior do Casarão, cada ambiente traz uma composição de mobiliários, tais como mesas, cadeiras e poltronas que estão expostas em perfeita harmonia com o projeto arquitetônico do imóvel, contrastando o contemporâneo ao clássico.

Nossos parabéns ao Grupo Doimo, e em particular a Elias Tergilene, pelo restauro do casarão que devolve para a Cidade de São Paulo um importante patrimônio arquitetônico do passado.

GALERIA DE FOTOS (clique na miniatura para ampliar):

SAIBA MAIS:

CASARÃO DOIMO
Alameda Joaquim Eugênio de Lima, 155
Bela Vista – São Paulo

Veja como era o casarão antes de ser adquirido pelo Grupo Doimo, em outra matéria que já publicamos aqui:
LINK: *** Residência de Benedicto Abdulkader

SOBRE O GRUPO DOIMO:


O Grupo Doimo é referência no setor industrial moveleiro italiano e possui 70 anos de história. No Brasil foi fundado em 1994, com o parque industrial de 7.000 M², na região de Ribeirão das Neves, em Minas Gerais e atua no mercado de design de mobiliários de alto padrão, tendo o aço como principal matéria-prima em diversos acabamentos: inox, pintado, laminado, envelhecido e satinado, além do couro, que em grande parte é utilizado no revestimento dos móveis feito à mão. Sempre marcada pelo design, a empresa tem um setor de desenvolvimento de produtos próprio. Através de um eclético mix de materiais, possibilita a criação dos mais variados produtos em madeira, metal, fibra de vidro, tecido, couro e vidro.

As linhas de mobiliários são comercializadas em todo Brasil e exportadas para diversos países como: EUA, UK, Uruguai, Colômbia, Chile, Peru, Bolívia, Panamá, Argentina, Rússia, Porto Rico, República Dominicana, Guatemala, entre outros. Os produtos já foram expostos em feiras internacionais: Valencia Furniture Fair, High Point Market, ICFF em Nova Yorque, Las Vegas World Market e Index Interior Design Show em Dubai e conquistaram diversos prêmios no iF Product Design Award, Museu da Casa Brasileira e Brasil Design Award.

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

16 respostas

  1. Realmente deslumbrante. Só não achei tão bom alguns móveis com estilo mais moderno compondo os ambientes. Mas isso é gosto! o grupo esta de parabéns!

  2. Precisamos de mais gente com essa louvável iniciativa. Duas perguntas, Douglas:

    É este casarão que você postou antes pintado de branco?
    Eu acho particularmente muito forte o tom amarelo-ouro da pintura da fachada; não seria melhor algo claro como marfim ou o branco original?

  3. Olá, ótimo artigo! Parabéns para a DOIMO, tão raro uma empresa ter essa consciência de preservação.
    Seria muito intressante e esclarecedor um artigo explicando melhor a questão do restauro, por exemplo, os critérios adotados, os desafios encontrados.

    Gostaria de esclarecer que em São Paulo há profissionais muito bons também e indico os sites de duas associações com sede em São Paulo:
    APCR – Associação Paulista de Conservadores-Restauradores de Bens Culturais: https://apcr.sampa.br/
    ABER – Associação Brasileira de Encadernação e Restauro: https://aber.org.br/

  4. Parabens ao grupo Doime e seu Ceo.
    A cor está maravilhosa e São Paulo, ganha um presentão;
    sou “oriundi”, minha nona era de Piemonte e meu nono di Calabria, e estou orgulhoso
    de espirito italiano, ligado a area cultural. Auguri
    Ari Fiadi

  5. Curiosos os comentários, como se “restauro” fosse apenas possível se o imóvel for retornado ao uso inicial e com as características absolutamente idênticas. O pessoal reclama da cor, reclama dos móveis… ficariam chocados se soubessem que na verdade eram dois imóveis ai? Se soubessem que foi retirado o muro entre eles, além de executada uma adaptação no muro da rua e nos portões, para compor o conjunto de maneira integrada?

    Ficou incrível o restauro e excelente saber que a cidade consegue evoluir sem destruir o patrimônio. Há outros imóveis bem preservados nessa mesma rua. Parabéns ao empreendedor que teve essa iniciativa, imagino que haja algum abatimento de IPTU para ele, mas conhecendo a sanha arrecadatória, não duvido que ao contrário, ele receba um IPTU maior depois de arrumar o imóvel, porque, “diminuiu o fator de obsolescência”.

  6. A casa ficou ainda mais MA-RA-VI-LHO-SA
    Parabéns ao Grupo Doimo pela iniciativa e ao São Paulo Antiga por compartilhar
    Vou visitar em breve

  7. Se tivessem feito o mesmo com outras casa antigas, São Paulo, provavelmente, teria menos prédios e mais casas bonitas como esta e estaria bem melhor de imagem.

  8. Ficou maravilhoso o casarão, parabéns! Se essas ideias existissem antes para se preservar os casarões da paulista, seria lindo . Parabéns de novo

  9. Eu fui visitar esta semana! A casa é realmente deslumbrante, as reformas que fizeram estão ótimas. O show room tem peças modernas, quadros especialmente criados para o imóvel, os tapetes são maravilhosos de cores fantásticas, criando um contraste enriquecedor ao imóvel. Fiquei quase duas horas apreciando todos os detalhes do imóvel e tem um vitral lindo, além de outros, mas este com a assinatura da Casa Conrado onde meu querido Vovô foi funcionário, deu até uma emoçãozinha ao ver o vitral. Na garagem criaram uma oficina muito interessante onde passa um vídeo da fábrica da Doimo e mostra o processo de fabricação dos seus produtos. Parabéns ao grupo Doimo ! Excelente trabalho. Recomendo a visita. A Casa é da Doimo e é o show room dos produtos, portanto ficará aberta. Obrigada pela matéria Douglas, estou sempre aqui acompanhando. Abração.

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: