Trabalhos de alunos do Mackenzie em 1930

Garimpando revistas antigas em um sebo, há alguns meses atrás, encontrei um exemplar do ano de 1930 da excelente Revista de Engenharia, do Centro Acadêmico Horácio Lane. A publicação é repleta de artigos e imagens interessantes e curiosas que aos poucos publicarei aqui, juntamente com outras publicações que fazem parte do acervo do site São Paulo Antiga.

No meio da revista (N.54 / Ano 15 / Dez. 1930), encontrei 6 projetos muito interessantes feitos por então alunos do Mackenzie. São nomes que na época eram de estudantes e que poucos anos depois viriam a se formar como grandes arquitetos e engenheiros.

Os seis trabalhos abaixo são todos sobre um mesmo tema “Fonte e Terraço num Parque” e foram feitos pelos então alunos Alberto Schirato, Carlos Botti, Eduardo (Kneese) de Mello, Jaguaribe Ekman, Olívia Barros do Amaral e Vicente Nigro. Quem é da área de arquitetura ou engenharia, com certeza já viu alguns destes nomes mencionados algumas vezes.

Abaixo os trabalhos (clique na foto para ampliar):

Alberto Schirato

Carlos Botti

Eduardo Kneese de Mello

Jaguaribe Ekman

Olívia Barros do Amaral

Vicente Nigro

 Observando todos os trabalhos, qual chamou mais a sua atenção ? Deixe sua opinião nos comentários.

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

9 respostas

  1. Vicente Nigro, com certeza, soube dar leveza no projeto, pois brincar com as águas não é fácil,ainda mais naquela época onde as fontes eram prioridades em qualquer projeto.
    Parabéns Vicente Nigro,esteja você aonde estiver.

  2. O de Jaguaribe Ekman foi o que mais me chamou atenção. Achei bastante interessante prum parque, embora não seja arquiteto, é apenas uma opinião; me passou uma sensação de simples e completo. Bárbaro!

  3. O projeto de Eduardo Kneese de Mello me chamou mais a atenção. Ele fugiu do quadrado, arriscou o teto arredondado, que acho mais apropriado para parques.

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: