Sobrado de 1949 – Rua Tito, 406

Os anúncios imobiliários estão presentes nos jornais paulistanos praticamente desde que a imprensa existe por aqui. No início basicamente eram anúncios de texto com uma breve descrição do imóvel, dizendo se ele era usado ou novo, seu preço e condições de venda.

Não eram raros os anúncios não darem detalhes do negócio, pedindo que o interessado em comprá-lo fosse até o jornal retirar mais detalhes (isto era muito comum nos anúncios do final do século 19).

Com o tempo os anúncios foram melhorando e ganhando ilustrações. Nos anos 40 foi quando eles passaram a ser publicados com fotografias, dada a melhoria da tecnologia da época, tanto de impressão de jornais como fotográfica.

O anúncio ao lado é de 1949 e foi publicado no jornal Folha da Manhã em fevereiro de 1949. Ele aponta para um belo e recém construído sobrado, localizado no número 406 da Rua Tito, na Lapa. O preço a época era de Cr$170.000,00.

 

Fomos até a rua Tito conferir o imóvel ainda existe, e ficamos surpresos ao constatar que, passados seis décadas da veiculação do anúncio, o sobrado segue lá intacto.

Vejam só como ele está atualmente:

Data da fotografia: 12/03/2015 (clique para ampliar)
Data da fotografia: 12/03/2015 (clique para ampliar)

Mesmo com a fachada um tanto carente de pintura e descuidada, o sobrado ainda hoje está muito preservado e bonito. Bacana não é mesmo ?

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

15 respostas

  1. E tem uma fachada bastante interessante considerando a época da construção. Ousado.

  2. Ele pode estar com a pintura ruim, sim, mas é possível também que não seja pintado, mas de um revestimento muito usado nos tempos desse Art-Déco, o chamado “pó-de-pedra”, que acaba dando, talvez pela porosidade, essa aparência de “sujo”…

  3. lindo,nota se que a loja ao lado é da época da construção,um art deco tardio,muito bom o anuncio junto.

  4. Interessante…o valor pedido pelo imóvel equivale em 1949 a 447 salários mínimos. Pelo salario mínimo atual, seriam cerca de R$ 313 mil, o que dá pra comprar um pequeno apartamento em São Paulo. Com todos os “avanços” sociais, em 64 anos, ficamos mais pobres!

  5. Eu acho que deveria haver uma lei que permitisse que os casarões e casas antigas e tombadas , fossem adotadas por outras pessoas que amam e respeitam a historia da cidade. Podendo elas morarem ou nao na casa, sendo que o único objetivo fosse reforma e preservação do imóvel tombado.E quanto aos donos legítimos deveriam perder (a guarda) permanente do imóvel.Quando vejo as imagens dessas casas o meu peito doi por não poder salva las. Eu me sinto parte de cada uma delas….

  6. Concordo Eliany de Paula! Também sou apaixonada por construções antigas….e me dói o coração cada vez que vejo uma sendo demolida…

  7. Outro dia passei por esse imóvel e gastei um bom tempo do outro lado da rua olhando para ele curioso pela história por trás dessa fachada. O São Paulo Antiga sempre matando minha curiosidade sobre os belos imóveis antigos da cidade! Boa Douglas! Abraços

  8. alguém poderia socorrer esta construção de sonhos com história,está plantada bem em frente de corações e olhares furtivos que passam de lá para cá, paremos só de olha e vamos mudar , já está na hora de resgatar

  9. Bom dia! Hoje tive tempo para ler os diversos artigos do São Paulo Antiga e isso é maravilhoso, pois eu vejo diversos imóveis em SP e nem sempre consigo achar sua história na internet. É incrível poder saber mais sobre essas construções, principalmente para um estudante de arquitetura como eu.

    Sobre a Lapa… Eu trabalhei uns meses na Rua Vespasiano, e sempre alternava o caminho da estação para lá entre as ruas Espartaco, Coriolano, Aurélia, Tito, Scipião e etc… Para quem gosta de residências antigas, recomendo MUITO que visitem essas ruas, ainda mais porque algumas casas foram vendidas e tiveram sua fachada alterada (o que me dói muito, pois são instalados portões, um telhado para garagem e retirada de elementos antigos como esquadrias e portas) e isso é de doer o coração… Porque após essas vendas… Não tem volta!

    Recomendo a quem gostar desse tipo de estilo clássico de SP.

  10. Falta no andar superior uma parte externa da janela à esquerda de quem olha a foto.

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: