Sobrado – Rua Santo Amaro, 47

Um belo exemplar da São Paulo antiga pode ser encontrado na rua ao lado do Palácio Anchieta, ou Câmara Municipal de São Paulo:

 

Esta construção é a única remanescente neste estilo desta região, já que os prédios similares do lado esquerdo e direito já foram demolidos há décadas. O prédio, embora tenha perdido parte de sua arquitetura original no térreo para dar lugar a duas portas comerciais, surpreende pelo excelente estado de conservação.

Apesar de conservado, o andar superior está fechado e em situação de abandono há alguns anos, e o térreo, que funcionava um bar até janeiro de 2009, encontra-se também fechado. Esta construção chama também a atenção pelo grande número de detalhes arquitetônicos e pela imagem abaixo, lateral, é possível notar o quão grande é a área deste antigo sobrado.

 

O imóvel é cercado por dois estacionamentos de veículos e nesta região é muito comum que construções antigas sejam demolidas para dar lugar a novos espaços para veículos estacionarem. Resta torcer que, em primeiro lugar, o local continue de pé e não vire outro estacionamento e, em segundo lugar, que seja restaurado e ocupado novamente.

Veja mais fotos deste sobrado (clique na foto para ampliar):

*1 – O estacionamento da foto acima já está desativado e no lugar está subindo um novo empreendimento imobiliário, como é possível ver na fotografia abaixo:

clique na foto para ampliar
Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

16 respostas

  1. Minha vontade é entrar em cada uma dessas casas e locais abandonados… só pra ver como é lá dentro!
    Imagino que a riqueza de detalhes no interior também devem ser magníficos!

    1. Olha Milena eu também gostaria de conhencer cada imóvel antigo e observar seus detalhes. Até choro por dentro quando vejo esses imóveis antigos serem demolidos ou simplesmente abandonados. Não estudo história mas amo conhecer e estudar o passado.

    2. Compartilho este sentimento com você Milena. Sempre que vejo um casarão de São Paulo fico imaginando como ele seria por dentro e como seria o dia-a-dia das pessoas que lá viveram, na época em que ele era habitado. Uma São Paulo bem diferente… com certeza. Houve uma época em que trabalhei na Av Paulista. Tive a felicidade de entrar em vários casarões da região. Infelizmente, a época mais fácil de se conseguir isso era justamente durante a sua demolição. Muito chato isso.

  2. Imaginem ela totalmente reformada, sem nenhuma modificação na construção original, e pra fechar com cahve de ouro, pintada em tons vermelho e branco, ficaria perfeita…..

    1. Jonatas concordo plenamente com você, os tons de vermelho e branco ficariam ótimos! Classico e moderno ao mesmo tempo.

  3. Boa tarde
    Acho o site ótimo Não sei se seria possivel
    fornecer, quando nado, o nome dos proprietários dos imoveis haja vista se de alguem desejar comprar para restaurar o imovel saber como e com quem se comunicar
    Quanto as cores não acredito que no original não era pintada de vermelho e branco, acredito que era tom pastel com efeito claro/escuro no mesmo tom
    abç
    Eduardo

  4. Alguém reparou na penultima foto das 2 janelas? Tem alguns desenhos apagados, ou em alto relevo. Que disperdicio, deixar virar comercial e ainda por cima butéco! Quanta ignorancia!! Como esta os estatus dessa casa? A venda ou largada pelos donos? Obrigado!

  5. Estou em Londres e por aqui o que mais vc encontra são casas muito antigas, por exemplo datadas do séc. XIX, totalmente conservadas e ainda servindo de moradia.Gostaria muito que São Paulo também preservasse sua história…

  6. Nos anos 20 esse casarão já existia. Tenho um livro de fotos dos anos 20 e lá figura o casarão.

  7. Conheço a história desse casarão. A Neta do construtor dele, a Dona Rita, é minha cliente. Então, foi o avô dela, o Italiano Donato Plastino, alfaiate de renome na época, com ateliê na rua Xavier de Toledo que o construiu no inicio do século passado, tendo ela inclusive, nascido e morado nele com o marido até poucos anos atrás, e segundo ela devido ao tamanho enorme da casa, e a idade já um pouco avançada, ficava difícil
    cuidar dele, já que os mesmos não tem filhos e moram só e por isso acabaram vendendo o imóvel ao Sindicato dos Engenheiros.

    1. Antonio Carlos, parabéns e obrigado pela explicação. Ver as fotos desses monumentos, e saber a época de sua origem é maravilhoso, fica ainda mais gratificante quando se sabe um pouco sobre seus habitantes.

    2. Sou diretora do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Sao Paulo. Quando nos venderam o imovel com muitas coisas dentro, recolhi todas as fotos existentes na casa. Estao todas digitalizadas. Tem fotos preciosas! Posso mostrar este acervo a quem esteja interessado. Procurem por mim (célia) através do email imprensa@seesp.org.br.

  8. De acordo com o Google, em imagem de julho de 2015…….ha afixada uma placa na fachada do imovel com inscrição de Sindicato dos Engenheiros no estado de SP….será que vão restaurar?

    https://www.google.com.br/maps/place/R.+Santo+Amaro,+47+-+Bela+Vista,+S%C3%A3o+Paulo+-+SP,+01315-001/@-23.550588,-46.6394003,3a,74.6y,136.78h,75.93t/data=!3m6!1e1!3m4!1sYiYewkX0seDp5srzESxd9w!2e0!7i13312!8i6656!4m2!3m1!1s0x94ce59ad264d1d6d:0x34d95c0f570bdba6

  9. Este sobrado, assim como o terreno vazio ao lado, utilizado como estacionamento do Sindicato dos Engenheiros, pertencem a este ultimo. O sindicato colocou uma placa e começou a fazer reformas, depois parou e retirou a placa que indicava alguma atividade do sindicato. Ao que parece não está abandonado, e ao que parece o sindicato não sabe o que fazer com o prédio rsrs Posso estar enganado, claro.

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: