Sobrado – Praça Francisco Manuel

Em nossas últimas incursões pela região do Cambuci encontramos muitas construções antigas interessantes que ainda estão em bom estado de conservação e não foram atingidas pela especulação imobiliária.

Entre elas, destaco o sobrado a seguir que nos chamou a atenção pela seu estilo bem diferente das demais da região:

clique na foto para ampliar

Localizada de esquina onde a Praça Francisco Manuel e a Rua Silveira Campos se encontram, esse interessante sobrado aparentemente construído entre as décadas de 1940 e 1950 tem uma arquitetura muito elegante e parece ser uma residência muito espaçosa.

Originalmente um sobrado com porão habitável ela em algum momento sofreu uma intervenção que acrescentou um novo andar na parte superior. Pelo estilo desse piso extra é possível imaginar que a obra tenha sido feita provavelmente na década de 1980. Talvez a família tenha crescido e a solução para deixar a casa mais ampla tenha sido subir um novo andar.

Geralmente estas adaptações não levam em conta o padrão arquitetônico lá previamente aplicado, virando o que chamamos vulgarmente de “puxadinho”. Destoou muito do padrão original porém passa a impressão de ter sido bem executado.

O “puxadinho” é mais visível deste ângulo (clique para ampliar)

Apesar desta intervenção na arquitetura, os demais aspectos originais da residência se mantiveram ao longo dos anos e são realmente muito interessantes.

Pela foto acima podemos observar a iluminação que adentra ao imóvel pelo janelão feito para a escada, que fica no canto esquerdo da propriedade. Ainda deste mesmo lado observamos as janelas do que provavelmente é a sala de estar, no nível térreo, com janelas duplas separadas por um conjunto de três colunas.

As janelas duplas também estão presentes nos quartos no andar superior, sendo que um dos quartos tem uma sacada com uma balaustrada triangular adornada com azulejos pretos e brancos. Aliás, o detalhe de acabamento da sacada atraiu bastante a nossa atenção.

Detalhes interessantes na sacada (clique para ampliar)

Já na porção que dá divisa com a calçada podemos destacar o belo muro baixo feito em pedra e alvenaria, com uma bonita balaustrada que se estende por toda a propriedade. O portão em madeira, possivelmente o original ou uma réplica ainda existe.

Por fim no quintal e em seus degrau encontramos os tradicionais caquinhos vermelhos de cerâmica, combinação típica das casas paulistanas.

Veja mais fotos do sobrado (clique para ampliar):

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
Cadastre-se para receber nossa newsletter semanal e fique sabendo de nossas publicações, passeios, eventos etc:
ouça a nossa playlist:

Uma resposta

  1. É impressionante como, mesmo em um terreno difícil, em descida, ainda assim, o pessoal de antigamente não abria mão da construção bem feita, bem acabada e com os adornos de praxe…
    Conheço um pessoal que mora aí, na rua Silveira Campos, e de vez em quando estou perambulando por essas paragens. Na Silveira, aliás, tem aquele casarão sensacional, com umas estátuas sinistras no alto da escada e um portão de entrada que poderia ser de um cemitério bem antigo…uma construção não menos do que IN-CRÍ-VEL!!!!!!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.