Sobrado – Rua Major Diogo 276 a 286

A região da Bela Vista é excelente para se observar imóveis antigos, dado ao grande número construções do início do século 20 que, felizmente, ainda se fazem presentes por ali. Infelizmente, nem todas estão em excelente estado de conservação. Como este, da foto abaixo:

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

Localizado entre os números 276 e 286 da rua Major Diogo, este elegante sobrado antigo fica quase diante do prédio do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC). Sua lateral e fundos são ocupadas por um estacionamento, porém o seu interior encontra-se abandonado.

É uma pena encontrarmos construções tão belas em uma péssima situação como este se apresenta. Este imóvel está relacionado para receber o novo IPTU progressivo a partir de 2015. É uma maneira de fazer os proprietários darem uma digna destinação a imóveis fechados. Seja como moradia ou ponto comercial. O que não podemos permitir é que permaneça nesta situação.

Veja outras fotos do imóvel:

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

7 respostas

  1. Eu sempre me pergunto: esses imóveis não têm herdeiros? Lógico que têm! Mas são uns porcos, relaxados, que só aparecem depois que o imóvel é invadido por sem-tetos. A Prefeitura faz vistas grossas mesmo… acredito que uma das medidas a serem adotadas pela demagoga Lei Cidade Limpa é a de restauro destes imóveis antigos, sob pena de multa e tombamento pelo CONDEPHAAT.

  2. gostaria de mais informaçoes sobre o imovel, pois gostaria de trasfoma-lo em lofts. alguem pode me ajudra..

  3. Não consigo entender porque esses imóveis ficam fechados, poderiam ser lojas, restaurantes, qualquer coisa menos um estacionamento…principalmente tratando desse que está em uma ótima localização.
    É uma vergonha mesmo! fico triste quando converso com pessoas que me dizem que seria melhor derrubar e fazer um monte de sobrados que não cabe 5 pessoas dentro.
    essa é a nossa realidade…não deveria ser, mas é!

  4. Na verdade, acho que não é bem um sobrado, mas uma antiga fábrica nos fundos com parte administrativa na frente. Eu entrei dentro há alguns anos, acho que em 2003. Na época eu trabalhava no restauro da Casa da dona Yayá e chegamos a fazer uma investigação nas paredes da sala frontal, no último pavimento. Acabamos encontrando trechos de pinturas encobertas.
    Os vidros das janelas também são lindos, com desenhos jateados.

  5. Com o IPTU progressivo, não corre-se o risco desse tipo de sobrado sumir, levando parte da história?

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: