Sobrados Demolidos – Rua Dom Lucas Obes, 494 e 500

Dois antigos sobrados geminados, bastante interessantes, que foram demolidos em meados de 2013 para dar lugar a uma escola de panificação. Eram localizados nos números 494 e 500 da rua Dom Lucas Obes, no bairro do Ipiranga.

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

Infelizmente não chegamos a tempo de observar estas duas belas casas “in loco”, mas felizmente temos o resgate das imagens através do Google Street View. É sempre para nós muito triste quando recebemos a notícias de que uma casa antiga foi abaixo, especialmente quando vemos o que é construído no lugar. Lamento pelos sobrados que se foram e felizmente não saiu no terreno deles um edifício com varanda gourmet.

Abaixo mais uma imagem (clique para ampliar):

Crédito: Google Street View

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

14 respostas

  1. Tijolinho com amarração inglesa (um tijolo cravado no meio entre os deitados)… interessante… raro… pelo, menos, aqui no Rio…

      1. Pouca gente sabe o nome desse tipo de disposição.
        Na minha casa (de 1978) há uma parede assim. Por isso, eu sei…

  2. Não sei se estou certo! Mas garanto que esses dois sobrados, foram deixados de herança.
    Herdeiros não dão valor ao sacrifício daqueles que fizeram uma propriedade. O que eles querem, é vender logo a herança deixada, e esbanjar o dinheiro.
    O Ipiranga está perdendo muitas mansões, para dar lugar a torres.
    Acho terrível morar em apartamento, da impressão que não somos donos de nada!

  3. Curiosamente alguns meses atrás também recorri ao Google Street View para recordar qual era o imóvel anterior após ver a nova edificação no local (moro no Ipiranga). Chama a atenção a mureta, o portãozinho baixo e o jardim na frente (não havia nem garagem). Eram muito interessantes mesmo.

  4. Olà amigos! Aquela amarraçao, com um tijolo perpendicular entre dois paralelos, seria a forma normal de levantar o muro quando a construçao tem uma parede com espessura feita por dois tijolo “deitados”. O tijolo perpendicular serve pra “ligar”. Aquì (na Italia) chama-se de “muro a due teste”, ou seja “muro à duas cabezas”, intendendo por “cabeza” o lado curto do tijolo, um tipo de construçao muito comum atè as decadas dos anos ’50, quando ainda a tecnologia com esqueleto em betao armado nao era tao utilizada.
    Conheço bem a regiao de Ipiranga e passei muitas vezes na rua da casa e me-lembro dela; è verdade nao era muito comum em Sampa aquele tipo de construçao. Mas o que me chamava atençao era tambem a sua “composiçao”, muito equilibrada, simples e elegante com aquela decoraçao que juntava as dua janelas do terreo e do primeiro andar, muito “europeia”.
    Imagino no seu lugar o que surgiu: uma caixinha de sapato com janelinhas quadradas de aluminio …
    A beleza parece querer fugir deste mundo de hoje.
    Um abraço
    Gualberto

  5. Bom dia pessoal do SPA. Existem outros locais no Ipiranga onde se encontram esse tipo de construção. A história de um desses sobrados é a seguinte: a mãe de um amigo meu morava em um deles, sozinha e já estava com idade bem avançada. Como o bairro ficou muito violento e ela não se sentia segura, por causa do muro baixo e do acesso fácil a parte dos fundos do imóvel, ela acabou cedendo as investidas dos construtores que já tinham comprado o sobrado ao lado. É triste!! Infelizmente a especulação imobiliária está acabando com esse imóveis aqui no bairro.

    1. Não é o berçario Gustavo, é o imóvel ao lado. Eles compraram, demoliram e levantaram um prédio que abriga uma escola de panificação de um renomado chef no mercado, o Rogerio Shimura. Eu preferia os sobrados. Um deles, inclusive, era da mãe de um amigo meu.

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: