Neste sábado, Museu da Energia de São Paulo promove visita temática “Dia do Imigrante”

O Museu da Energia de São Paulo promoverá, neste sábado (25/06), a visita temática “Dia do Imigrante”. A atividade faz parte das comemorações pelos 17 anos do museu, completados neste mês de junho. A entrada é gratuita e realizada nas dependências da instituição, um palacete no bairro de Campos Elíseos. Não é necessário se inscrever.

Museu da Energia de São Paulo (foto: divulgação)

Hoje, o local sedia exposições, atividades educativas e visitas temáticas que permeiam a história de São Paulo e da energia elétrica no estado, com apoio da Fundação Energia e Saneamento.

“São 17 anos de uma linda história sobre São Paulo, apresentando um rico acervo de interesse público que mostra a evolução dos sistemas de energia há um século e meio. É uma evolução que está diretamente relacionada às mudanças econômicas e sociais da população. Um passeio imperdível pelos caminhos do nosso desenvolvimento”, afirmou a diretora executiva da Fundação Energia e Saneamento, Rita Martins.

Visita temática “Dia do Imigrante”

Essa atividade inclui explicações de educadores e exposição com fotos e elementos históricos para abordar os processos de imigração no Brasil, que estão diretamente relacionados ao crescimento e à urbanização da cidade de São Paulo.

A mostra aborda desde o início desse processo, que incluiu tráfico de pessoas escravizadas e incentivo a colonos de diversos países, até os fluxos imigratórios contemporâneos. Além de celebrar o mês de aniversário do MESP, a atividade celebra o Dia do Imigrante, comemorado em 26 de junho. 

Serviço:

Museu da Energia de São Paulo
Alameda Cleveland, 601 – Campos Elíseos
Informações: (11) 3224-1489 ou pelo e-mail saopaulo@museudaenergia.org.br 
Site: http://www.museudaenergia.org.br
Facebook: https://www.facebook.com/museudaenergia
Instagram: @museudaenergia
YouTube: https://www.youtube.com/c/MuseudaEnergia

Histórico do Museu da Energia de São Paulo

Fachada do Museu da Energia de São Paulo (crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga)

O MESP foi inaugurado em 11 de junho de 2005, aberto à comunidade. O edifício-sede já é atração, construído entre 1890 e 1894 no então mais sofisticado bairro da cidade, para servir de moradia a Henrique Santos Dumont, irmão do aviador Alberto Santos Dumont e um dos homens mais ricos do Brasil na época. 

Já no início do século 20, quando a elite paulistana deixava de ocupar o bairro de Campos Elíseos, o casarão tornou-se o Colégio Stafford, um internato feminino (1926 a 1951), que agregou mais 5 edifícios ao terreno. Décadas depois, foi sede da Sociedade Pestalozzi (1952 a 1983), que atende portadores de deficiências intelectuais e foi transferida para novas instalações na Vila Guilherme nos anos 80.  

Entre 1983 e 2001, o imóvel foi ocupado, até que em 2001 passou a ser propriedade da Secretaria de Estado da Cultura, que o cedeu à Fundação Energia e Saneamento. Após restauração e obras de adaptação da estrutura, desde 7 de junho de 2005 o palacete sedia a Fundação e o Museu da Energia de São Paulo. 

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
Cadastre-se para receber nossa newsletter semanal e fique sabendo de nossas publicações, passeios, eventos etc:
ouça a nossa playlist:

Uma resposta

  1. Pessoal tudo bem com vocês?
    Na divulgação da visita temática do dia 25/06, eu não encontrei o horário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.