Industria de Machinas Herrero

O passado industrial paulistano era glorioso e repleto de grandes fábricas espalhadas por alguns bairros que ficaram conhecidos como regiões fabris, tais quais Brás, Mooca e Ipiranga, todos de grande concentração de empresas e operários.

Embora essa história hoje quase que esteja totalmente no passado, com a fuga de fábricas da capital rumo ao interior paulista e outros Estados, a herança arquitetônica destas fábricas ainda sobrevive espalhada por nossos bairros.

clique na foto para ampliar

Fundada em 1924 e localizada na esquina das ruas Gaspar Fernandes e Dr. José Maria de Azevedo a Fábrica de Machinas Herrero foi uma empresa que por décadas atuou na região da Vila Monumento. Embora tenhamos pouca informação disponível sobre a antiga fábrica, aparentemente ela produzia equipamentos para oficinas, como tornos mecânicos.

A empresa não está mais por ali, mas felizmente seu prédio está bem preservado e em excelente estado de conservação. Destaque na fachada para a grafia da palavra ˝machinas˝ que era como se escrevia ˝máquinas˝ em português nas primeiras décadas do século 20.

clique na foto para ampliar

O São Paulo Antiga está em busca de mais dados sobre esta Fábrica de Machinas Herrero. Se você possui mais informações sobre ela, dados ou nomes de proprietários ou ex-funcionários entre em contato conosco. Ajude a aprimorar a história de nossa cidade.

Na imagem abaixo um dos maquinários que eram produzidos pela Herrero:

Nosso agradecimento ao leitor Carlos Eduardo pelo envio deste material.

Veja mais fotos da fábrica (clique na miniatura para ampliar):

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

7 respostas

  1. As industrias não migraram de São Paulo para o interior ou para outros estados, apenas. \Isso seria aceitável. Mas na verdade, muito pouco é produzido no Brasil, hoje. O “made in China” está escrito em quase tudo que se vende. A industria textil, apenas para citar um exemplo, foi praticamente destruída no Brasil, quase todos os tecidos vem da China.

  2. Acho que ainda estão em atividade, ou estiveram até pouco tempo. Isto porque há ofertas de produtos deles na internet. Há também uma empresa Herrero & Ramos em Suzano. Seria a mesma?

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: