Dia 19 é dia de Goût de France

Se você é apaixonado pela cozinha francesa ou tem vontade de conhecer o que há de melhor da culinária deste país, nesta quinta-feira, 19 de março, será uma excelente oportunidade para você experimentar e viver um pouco das delícias gastronômicas da França.

Tourte forestière au foie gras, do La Casserole (clique para ampliar)
Tourte forestière au foie gras, do La Casserole (clique para ampliar)

Chamado de Goût de France o evento mundial que reúne restaurantes em mais de 150 países, é uma criação do chef francês Alain Ducasse, e conta com o apoio do governo da França. O evento também estará ocorrendo aqui em São Paulo:

Gout de France

Na cidade de São Paulo, 18 restaurantes e bistrôs estarão participando. Confira abaixo a lista completa de estabelecimento que irão participar:

clique na foto para ampliar
clique na foto para ampliar

Cada restaurante terá seu próprio cardápio dedicado ao evento, e escolhemos o do La Casserole, no Largo do Arouche para exemplificar:

Acepipe
Verrine niçoise

Entrada
Tourteforestière, foiegras

Primeiro Prato
Raviolicrevettes,bisque de lagostins

Segundo Prato
Gigot d’agneauauxpetitslegumes

Sobremesa
Crêpes Suzette, sorvete chocolate gengibre

Maiores informações sobre o evento:
Consulado da França em São Paulo
elaine.caetano@diplomatie.gouv.fr
(11) 3371-5444

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

4 respostas

  1. Acho ótimo que eventos assim mundiais tenham São Paulo entre as cidades escolhidas. Afinal, nossa cidade é uma metrópole mundial.

    Aproveitando o assunto, não entendo porque a culinária paulista está desaparecendo na capital. São Paulo é uma cidade estranha. Recebe de braços abertos qualquer influência de outros estados e países mas não consegue preservar seus costumes, tradições e sabores.

    A coisa chega a tal ponto que hoje é praticamente impossível encontrar em São Paulo um único lugar que sirva comida típica de São Paulo, com exceção do tradicional Virado à Paulista servido às segundas-feiras.

    Um jovem paulistano de 15 anos de idade provavelmente sabe o que é uma paleta mexicana (a moda da vez) uma tapioca, uma comida peruana qualquer ou de um país que ele nem sabe direito onde fica. Porém é incapaz de citar um único prato do estado onde nasceu.

    Moda de viola e música caipira também inexistem em São Paulo, capital do estado berço desse delicioso gênero musical. Na Virada Cultural – o evento artístico-musical-cultural mais importante do país – não há um palco dedicado aos violeiros, catireiros e duplas caipiras.

    São Paulo é muito diferente do sul e do nordeste, regiões que dão valor e preservam sua cultura.

  2. Realmente o Cesar está coberto de razão. São Paulo nesse item ficou esquecido. Eu particularmente nem sei quais são os pratos típicos paulistanos. Espero que um dia tenhamos uma matéria sobre o assunto. Em todo o caso o Douglas está de parabéns sempre com matérias incríveis, culturais e sociais.

    1. Minha cara Cristina

      Cheguei a essa triste constatação almoçando com colegas de trabalho, todos eles paulistanos. Nenhum deles foi capaz de citar um prato da culinária bandeirante diferente do tradicional Virado à Paulista ou o cuscuz.

      Você já observou que os jovens universitários gostam de forró mas não conhecem a música caipira, gênero musical que nasceu no nosso estado?

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: