Edifício – Rua Barão de Iguape

Clique na imagem para ampliar

Este esqueleto de edifício está abandonado há muitos e muitos anos na rua Barão de Iguape, no Bairro da Liberdade. Não há qualquer inscrição na porta ou placa que possa identificar o proprietário do local, mas é fato que este imóvel parado pela metade torna estre trecho da rua bastante desvalorizado. No interior do terreno acumulam-se entulho, mato alto e sujeira.

Veja mais fotos deste edifício:

Edifício - Rua Barão de Iguape
Edifício - Rua Barão de Iguape
Edifício - Rua Barão de Iguape
Edifício - Rua Barão de Iguape
Edifício - Rua Barão de Iguape Edifício - Rua Barão de Iguape

Confira o mapa do local:

Visualizar São Paulo Abandonada em um mapa maior

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

18 respostas

  1. Atrás do Palácio Clóvis Ribeiro, na Rua do Carmo ou na Rua Alcides Bezerra, existe um esqueleto enorme, também abandonado a muitos anos.
    É facilmente visto das redondezas da estação do metrô D. Pedro II.
    Não consegui encontrar referências sobre ele. Sugiro uma reportagem.

    Não posso esquecer de dar os parabéns pelo site e dizer que sempre o acompanho.

  2. E o endereço está no site, gostaria de saber para uma futura visita, sou estudante de edificaçoes e me interessei pelo local para o meu projeto de final de curso

    obrigada!

  3. Douglas,
    Primeiro parabéns pelo site, muitíssimo interessante.
    Agora quanto a este prédio especificamente, sou morador da região e várias noites vejo carros de luxo entrando no local. Não faço idéia do que fazem lá dentro. Mas abandonado o prédio não está mesmo!
    Abraço.

  4. Olá Marcelo,

    Pelo que andei apurando o prédio está realmente fechado. É possível que eles aluguem a garagem para guardar carros.

    Abraços e continue sempre visitando o site!

  5. Este prédio abandonado é muito antigo, eu trabalhei perto desta esquina e esse prédio já era em 1985, parado relmente sem nenhuma placa , acredito que já tenha 28 anos paralisado, repare que suas colunas sao muito finas.

  6. me surpreende a estrutura não aparentar tantos danos… a propósito: qdo a crise estourou na islândia e alguns prédios de luxo em reykjavik tiveram a construção interrompida, ao menos eram instalados uns painéis fechando dos lados para evitar que a estrutura tivesse uma deterioração tão acelerada e não ficasse parecendo uma coisa largada pela metade…

  7. As fotografias sempre são ótimas!!
    Gostei muito da enfase no entulho!!
    ^____^
    Ótimo exmplo de Urban Decay Paulistano!

  8. Qdo. trabalhei na Barão de Iguape, 135 +/- em 1983 ou 4…este prédio dizem foi interditado por problemas na sua estrutura (colunas) diziam que havia o perigo de desmoronar a qqr. momento, e tudo foi parado por ordens superiores….bem agora p/ ser aproveitado novamente, só se for demolido de vez…..chegaram até a dizer que seria a unidade de novas instalações do Hospital Bandeirantes (ex-Brasília).

  9. já tem muito tempo que esse prédio esta lá abandonado, toda vez que vou no hospital glória, eu sempre olho esse prédio e penso é muito desperdício num bairro tão famoso como a liberdade !

  10. Nasci na Rua da Glória em 1974 e vivi lá até 81. Lembro-me muito bem do dia em que essa construção foi desativada. O prédio está torto até hoje por um problema estrutural, isso deve ter sido entre 78 ou 79 pois me lembro que fui no colo com o meu pai ver a movimentação da imprensa e de bombeiros que interditaram a rua.

  11. Pelo que eu me lembro, esse edifício fez parte da construtora ENCOL. A mesma construtora que foi pega, com o escândalo de caixa 2 em 1997. Havia uma placa enorme na frente do edifício, mas acredito que foi retirada, assim que o processo começou em 97 e que AINDA está rolando, termine com um leilão do terreno e o esqueleto.

  12. Meus pais diziam que os donos eram chineses ou taiwaneses e foram para os EUA. A obra foi interditada com risco de desabamento.

  13. Estamos em 2020, moro no bairro e o que foi feito? Nada. A concessionária na frente também está abandonada, tendo um estacionamento funcionando ao lado.
    Chopperia Liberdade, primeiro karaokê da cidade, fechou. Restaurante Okuyama no térreo também, tendo migrado para o primeiro andar.
    Será que pós pandemia veremos mais abandono pelo centro?

    1. Com certeza e não somente nele, na região da Berrini e da Vila Olímpia também, o home office e o trabalho híbrido vieram para ficar e com eles a redução da demanda por espaços de convívio e de mobilidade urbana também.

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: