Casa – Rua Tenente Nilton Marcílio

Quando observo estas pequenas travessas – aquelas bem estreitas mesmo – que ligam uma rua maior a outra, costumo entrar para observar as casas que ali existem. E sempre encontro algo interessante nelas.

Por serem estreitas e de acesso mais difícil, estas ruas acabam por ter suas residências preservadas por muito mais tempo, devido a complicação de se construir um grande edifício ou salão comercial. Construtoras só adquirem imóveis nestas vias quando compramo quarteirão todo.

Ao entrar na estreita rua Tenente Nilton Marcílio, região de Vila Antonina, encontrei esta jóia:

clique na foto para ampliar

Observem que casa charmosa e interessante. Boa parte de sua fachada é adornada com caquinhos de cerâmica, sendo monocromáticos no piso e degraus e coloridos (brancos e azuis) nas paredes, mureta e colunas. Completa a fachada os detalhes simples e graciosos na janela, no vitrô da sala e também a porta de entrada que ainda é a original.

Outros dois detalhes que me chamam a atenção é a caixa do relógio de luz antigo, em ferro, na parede da casa e um sapo decorativo junto aos degraus. Uma residência realmente graciosa e bem cuidada.

Só espero que aquele portão encostado na parede não venha a ser colocado no lugar do portão baixo, uma beleza de casa como essa não pode ficar escondida.

Atualização – 29/01/2019:

Recebemos um e-mail de Leandro Stein, morador da residência, que conta para nós um pouco sobre a história desta casa tão graciosa:

“Construída pelo meu avô José Stein e meu bisavô Johan Stein ambos construtores no começo da década de 50. Esses caquinho de mosaico foram colocados pelo meu avô com muita dificuldade devido a atrofia que ele tinha nas mãos. Moro aqui desde 1973 ano que nasci fui criado pelos meus avós. Já estamos na 4 geração da familia Stein vivendo na casa.”

Veja mais fotos:

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

9 respostas

  1. Se o proprietário tem intenção de colocar aquele portão, deve estar indeciso, pois, segundo aparece na imagem do Google, o portão está lá, pelo menos, desde janeiro de 2016.

  2. Vejo que é preciso dar um tratamento anti-mofo no teto da varanda, impermeabilizando-o.

  3. Aquele portão não condis com a casa, se for por motivo de segurança não concordo eu penso quanto mais aberta o risco é menor, eu gosto muito dos estilos de casas e faltou um pouco de capricho do dono.

  4. O portão tá lá encostado desde 2015 tomara que não seja pra essa casa, e tem dois sapos de enfeite, dá pra ver no google maps, nas fotos daqui um deles tá encoberto pelo portão Adorei!

  5. Revestimento em cacos de cerâmica, que era bastante usado em épocas passadas.

  6. Lembro-me da dona Maria.
    Estava sempre varrendo a casa e a calçada.
    Uma senhora muito boa e educada.
    A casa é tão especial como todos q moram nela.
    Família linda com 3 filhas encantadoras
    Amo morar nessa rua.
    Moro mais abaixo e os vizinhos dessa rua são como parentes. Um se preocupa com o outro.
    Sempre digo! Nossas casas não existe valor comercial. Pois vizinhos iguais em lugar nenhum desse planeta existirá.
    Beijos amigos e vizinhos.
    Amo vocês!
    Bete

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: