Casa – Rua Duarte de Azevedo

Nos arquivos fotográficos de minhas andanças pela cidade existem ainda um grande número de casas que ainda não tive tempo hábil de publicar no site.

É bem mais rápido fotografar do que levar ao ar, pois a publicação exige uma série de fatores como pesquisa e levantamento do imóvel. O imóvel abaixo já estava fotografado há quase 10 anos, porém só hoje está a chegar aqui no site:

clique na foto para ampliar

Localizada no número 489 da rua Duarte de Azevedo, em Santana, essa charmosa residência dos anos 1930 é um dos belos exemplares que podemos encontrar pela região.

O bairro já foi mais servido de casas antigas e nos últimos anos vem perdendo-as para uma acelerada especulação imobiliária que não só ergue nos edifícios, como também transforma velhas residências em pequenas lojas, lanchonetes e variados estabelecimentos comerciais.

Fachada que estende pela Rua Jovita (clique para ampliar)

Construída na década de 1930, a casa chama a atenção muito pelo seu estilo arquitetônico bastante incomum para a região. Seus traços deixam o telhado oculto, dando a falsa impressão de que na verdade trata-se de uma laje, algo que não havia em sua época.

Nos registros mais antigos que encontramos sobre a residência, ela pertenceu – pelo menos durante os anos 1960 – a uma pessa chamada Emil Kruger. Posteriormente não encontramos mais informações sobre a propriedade.

Portão de entrada da residência

Ao menos nos últimos anos o imóvel tem sido utilizado para fins comerciais, apesar disso tem mantido-se bem preservada e em ótimos estado de conservação. Recentemente fizeram uma pintura, que removeu a cor azul por outra mais neutra. A galeria abaixo mostra como ficou:

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

11 respostas

  1. Morávamos exatamente na casa defronte essa casa, na Rua Jovita esquina com a Duarte de Azevedo, onde morei por 40 anos. Essa casa era conhecida como “a casa do alemão”, devido aos simpáticos proprietários, um casal de origem estrangeira. Após a morte deles, o imóvel foi dedicado a ocupação comercial, sendo a mais prolongada a de um conservatório musical.
    Uma curiosidade é que no telhado da casa permaneceu desde sempre um “galo dos ventos”, que mostrava a direção e a intensidade dos ventos através de um círculo de ferro que girava. Foi o primeiro objeto que procurei no telhado da casa na foto, mas parece que o galo da minha infância já não está mais lá…
    Obrigado pelas fotos, que me trouxeram boas lembranças!

    1. Eu estou a procura de um galo, ou rosa, dos ventos para colocar em minha “casa antiga” que estou fazendo do zero.

  2. Olá, bom dia!
    Douglas, não tenho recebido mais os avisos via e- mail dos novos posts; será que fui excluído da lista?

  3. Douglas, Eu postei duas fotos de casas antigas na página do Messenger no Face São Paulo Antiga. Veja pois tem mais duas preciosidades nessa rua Duarte de Azevedo.

  4. Na região do Mandaqui, mais precisamente à rua/avenida Conselheiro Moreira de Barros, no número 1251, há um casarão sensacional, que me lembra os das fotos antigas da avenida Paulista. Dá uma passada por lá, Douglas! O casarão parece estar fechado há tempos e a chamada especulação imobiliária na região é muito forte…

  5. Olá a todos !
    Surpresa em breve, o casarão da R. Duarte de Azevedo receberá um cuidado todo especial, nova pintura, paisagismo no lindo jardim e um ambiente com arte e beleza.
    Abraço a todos

  6. Olá Pessoal!
    Eu, como atual (Julho/2021) inquilino desse imóvel garanto que toda a parte arquitectónica da casa foi toda mantida e restaurada inclusive, como a escada principal de entrada. Estão todos convidados a virem conhecerem ou reviver o local.
    Atualmente, o imóvel é sede de uma escola de idiomas.
    Abraço a todos.
    PS: Bem legal conhecer a história dessa casa no site

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: