Casa de 1922 – Rua Ipanema, 176

Em uma região hoje muito caracterizada principalmente pela grande quantidade de galpões e armazéns, a área do Brás que é mais próxima à Avenida Alcântara Machado (Radial Leste) ainda possui algumas residências antigas, das primeiras décadas do século 20, como esta abaixo.

Construída em 1922, a casa está localizada no número 176 da rua Ipanema, bem de esquina com rua Conselheiro Lafaiete. Apesar do abandono e do triste fato de todas as suas portas e janelas já terem sido emparedadas, o imóvel ainda encontra-se em um bom estado geral, inclusive mantendo ainda boa parte de seus elementos decorativos na fachada.

Alias, é possível notar no frontão não só a data de construção da residência mas também as iniciais “E.S” (ou E.P.S já que não é possível afirmar que no meio é uma letra ou um ponto decorativo, uma vez que está parcialmente danificado) e que possivelmente remetem a seu primeiro proprietário.

Estes imóveis antigos, amplos e bem distribuídos estão simplesmente desaparecendo da vista dos paulistanos. Há de se compreender que não é possível preservar a cidade toda, mas não é também aceitável que bairros inteiros tenham sua identidade removida, dando lugar apenas a novas construções completamente desprovidas de relação com seu entorno.

Na região desta casa antiga, residências vão abaixo especialmente para seus terrenos serem transformados em estacionamentos diurnos para usuários do Metrô. À noite, sem carros, estas ruas tem estes estacionamentos fechados e viram verdadeiros desertos, bastante perigoso para os poucos moradores que ainda resistem na área.

A diversidade de um bairro (residências, comércio, escolas e serviços) é que determina se aquela região é agradável e sustentável. Bairros só de residências ou apenas de comércio obrigam as pessoas a se locomoverem mais ,e com a nossa superlotação dos serviços de transporte público, utilizam mais o carro tornando nossas ruas cada vez mais congestionadas.

Veja mais fotografias desta casa:

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

4 respostas

  1. Cara, realmente a casa é bonita, porém, ver uma casa assim, toda fechada me da certa sensação de asfixia, imagino uma pessoa que tem tapados seus olhos, boca, nariz e ouvidos, realmente triste…

  2. Até 5 anos atrás essa casa ainda era ocupada como residência. Como muito bem esclarece a matéria, toda a área que compreende o trecho entre as R. Dr. Almeida Lima e Almirante Brasil vem sendo degradada. Especficamente esse terreno, dentre outros, foi adquirido pela Congregação Cristã para suprir problemas com estacionamento em dias com maior movimento de fiéis (o que eu não entendo). A questão é o que vem ocorrendo com a preservação do patrimonio e os problemas de segurança para os moradores que ainda resistem na região.

  3. estudo na anhembi morumbi e passo todo dia em frente a essa casa, tenho a impressão que ela vai ser demolida, enfiaram estacas de madeira no passeio semana passada, tá estranho.Uma pena 🙁

  4. O Brás foi uma região riquíssima na história de São Paulo, principalmente dos imigrantes. Meus avós vieram da Espanha em 1922 e foram morar lá em cortiços, como eles chamavam, com vários outros imigrantes espanhóis e italianos. A maioria das casas da época já foram demolidas. Como você mesmo disse, um absurdo o desrespeito com a memória e a historia da maior cidade do Brasil.

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: