Casa Antiga – Rua Itaqui

Outrora conhecido como o “Bairro Doce” de São Paulo o Pari atualmente poderia ser chamado tranquilamente de “Bairro Muvuca”. Digo isso não de maneira pejorativa mas para ilustrar o quanto o bairro mudou de seu passado fabril para o alucinante corre corre das lojas que disputam diariamente clientes nas ruas do bairro e especificamente em vias como a Avenida Vaultier, Rua Tiers, Miller e arredores.

Ali não há quase mais fábrica alguma e as poucas que existem ou viraram lojas ou estão em situação de abandono (vide o antigo Leite União). No caso de residências então quase nenhuma sobreviveu, mas ainda se encontram algumas gratas surpresas com esta a seguir:

clique na foto para ampliar

Localizada no número 338 da Rua Itaqui, bem no coração da agitação comercial do bairro do Pari, essa residência é uma verdadeira viagem no tempo. Em uma rua onde praticamente não há mais residências (até existem casas mas são utilizadas comercialmente) esta preciosidade é uma grata surpresa.

A casa se apresenta ainda mais interessante por manter preservada a sua fachada, feita em uma combinação de pedras e tijolos aparentes e por ter garagem, algo não tão comum em residências mais antigas. Observem também um caprichado trabalho feito na janela e também o capricho da desenho da gradinha que protege o vidro da porta de entrada. Por fim há também uma bela e frondosa árvore na calçada.

Quantas surpresas o Pari ainda nos esconde ? Vamos atrás de descobrir!

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
Cadastre-se para receber nossa newsletter semanal e fique sabendo de nossas publicações, passeios, eventos etc:
ouça a nossa playlist:

12 respostas

  1. Ali pelas imediações da avenida Carlos de Campos, ainda encontramos residências antigas, muitas das quais totalmente originais. Quando passo por ali, fico imaginando o lugar, exatamente aquelas ruas, nos anos 20, 30 do século passado…
    Quando eu e minha mulher vamos ao Brás(rua Oriente e adjacências), deixamos nosso veículo estacionado perto de um delegacia de polícia no Pari mesmo, e vamos a pé até lá…e eu, só admirando as construções antigas!

  2. Que saudades do Pari! Trabalhei alguns anos na Bom Jardim, e sempre aproveitava meu horário de almoço pra dar umas caminhadas pelo bairro.

  3. Não deve ser nada fácil para os bravos proprietários, resistirem à especulação imobiliária , atos de vandalismo ( pichacoes) e falta de segurança .

  4. Nasci e me criei no pari, até hoje tenho familiares na região, vive no pari até 1981,muita saudades

  5. Ainda com uma boa observação e curiosidade, são encontradas jóias como essa residência em pleno meio de casas transformadas em lojas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.