Cine Oberdan

ATENÇÃO

Este artigo foi atualizado para um novo mais completo e com dados/detalhes atualizados.

Para visualizar o novo texto clique aqui.

Compartilhe este texto em suas redes sociais:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Siga nossas redes sociais:
pesquise em nosso site:
ouça a nossa playlist:

46 respostas

    1. Concordo que´é bom que não tenha se tornado um tipo de comércio contemporâneo no Brasil: Templos evangélicos ligados à enriquecimento ilícito. Preferiria que funcionasse algum tipo de entretenimento cultural. Aquela região merece e o lugar continuaria funcionando para a finalidade a que se propôs no seu início: cultura.

      1. Por que não um templo de Deus, e daí, não sejamos hipócritas, pois sei q quem amparou com oração e apoio incondicional àquelas famílias com certeza foram pessoas ligadas a Deus. Esse preconceito generalizado de ateus é ridículo e burrice!

  1. Muito bom ver que está bem conservado. Não sabia desta tragédia, realmente uma pena.

  2. O CINE OBERDAN FOI FUNDADO PELO MEU AVO FERNANDO;COMO CURIOSIDADE MEU TIO BENJAMIN TADDEO FAZIA O FUNDO MUSICAL ACOMPANHANDO OS FILMES AO PIANO,JÁ QUE NO INICIO OS FILMES ERAM MUDOS. A TELA TINHA QUE SER RESFRIADA COM AGUA A TRAGEDIA QUE LÁ OCORREU SE DEU AO PANICO, SEM MOTIVO PARA TAL

    1. Boa tarde- Estou lendo hoje, dia 2 de agosto de 2018 essa materia sobre o Cine Oberdan….Impressionate essa história sobre um dos palácios-Cinemas (como eram chamados na época) mais lindos do Brasil….Voce como membro da familia deve ter guardado ou be de alguem da familia que guardou o material de propaganda da época…Por vaor entre em contato: Haroldo Coronel: 2014clair@gmail.com
      Obrigado, Haroldo

  3. Puxa muito lindo mesmo, pena não ter sido restaurado internamente como descrito pelo Douglas. Más realmente é reconfortante ver que ainda existem empresas que preservam um pedaço da história. Parabéns a Zelo.

  4. Entre 1967 e 1969, morei no prédio situado na esquina da R.Miller com a R.Firmino Witaker (aparece um cantinho dele no fundo da foto) e nessa época o cinema fechou e se transformou numa igreja evangélica de um pastor chamado Josias, que fez sucesso na TV naquela época, pelos “milagres” e pelo histerismo coletivo dos/das fiéis.
    A tragédia referente ao incêndio ocorreu nos anos 1930 ou 1940 (segundo minhamãe, que morava em S.Paulo na época), quando, pelo pânico morreram muitas pessoas.

  5. Lembro com saudades do Oberdan, foi lá o meu primeiro baile de carnaval, matinê é claro.
    Parabéns à Zelo. Que outras empresas pratiquem esse ato.

  6. A história do Cine Oberdan me traz à memória um fato contado pela minha mãe (hoje com 84 anos de idade).Ela falava da repercussão que o acidente teve no bairro do Pari. E ela aos 12 anos, muito curiosa foi ao velório de dois irmãos que ali faleceram. Era uma casa antiga com porão e num dado momento o assoalho cedeu, os caixões tombaram e minha mãe e a amiga fugiram, de susto e de medo, pela janela.

    Em se tratando de prédio histórico, de grande porte na região do Brás, o Oberdan é um prédio muito bonito que vem sendo reformado e conservado pela Zelo, portanto parabéns à empresa.

    No Brás, além das casas e sobrados antigos, não tombados, encontram-se poucos imóveis de grande valor histórico, remanescentes do final do século XIX e começo do século XX. Ocorre-me, agora, a Igreja de Bom Jesus do Brás (1896 – pedra fundamental /1903 – nauguração), a Escola Romão Puigari (1898) e Antiga Escola Padre Anchieta (1913).

    Que passado memorável!

  7. A curiosidade que percebi é que na foto de 1930 aparece pelo menos um carro e na de 2010 não tem nenhum. Achei interessante essa discrepância com a realidade atual!

    1. E a curiosidade que eu percebi é que na foto de 1930 aparecem algumas árvores na calçada e na de 2010 tem um emaranhado de fios e postes. Pessoalmente eu acho muito feio os postes e os fios rsrs.

  8. eu sempre passo em frente ao oberdan. minha vó dizia que que ali era um cinema a tal… foi muito bom ler o que aconteceu realmente aqui nesse site. tenho 17 anos e me interesso muito pela antiga são paulo, se eu pudesse voltar no tempo não pensaria duas vezes…

  9. Marcos Fernandes,
    A foto de 2010, provavelmente, foi feita num domingo, antes das 9 horas, quando o bairro dorme o “sono dos justos”, já que de 2ª. a sábado é “bombardeado” de madrugada pela presença agitada de scoleiros e camelôs.
    O Douglas poderá nos confirmar.

  10. Um fato curioso… cadê as duas arvores que aparecem nas fotos de 1930? Alias… uma fato que sempre presto atenção quando ando pelo centro de São Paulo (quando vou a SP é claro) é que é raro encontrar com arvores nas calçadas.

  11. Outro fato curioso, é que além de sumirem as árvores, apareceram os famigerados e horrendos fios pendurados nos igualmente horrendos postes. É fio pra todo lado pendurado nessa cidade, é um sinal claro do descaso das autoridades com nosso urbanismo, sendo que deveriam obrigar as empresas que com eles lucram a enterrá-los. Tivemos uma involução urbana de 1930 pra 2010, fácil de observar nas fotos (observem a elegante iluminação pública na de 1930)

    1. Acho que São Paulo e outras grandes cidades devem investir em rede elétrica subterrânea, pois além de ser muito mais segura, deixa a paisagem mais leve. Muitos urbanistas são contra ter árvores nas ruas por causa do transtorno nos casos de queda, sobretudo sobre a fiação elétrica. Fiação subterrânea também dificultaria ligações clandestinas. Temos que difundir essa ideia.

      1. Mas existe espécies de árvores com porte menor que podem ser plantadas nas calçadas, aqui em Londres as novas arvores não tem mais que 6 metros, tenho certeza que em SP poderia fazer o mesmo, só planejar.

      2. Mas existe espécies de árvores com porte menor que podem ser plantadas nas calçadas, aqui em Londres as novas árvores não tem mais que 6 metros e a rede elétrica é subterrânea, tenho certeza que em SP poderia fazer o mesmo, só planejar.

        1. Concordo com vocês! Será que é muito caro ou trabalhoso colocar fiação subterrânea? Melhoraria e muito a vista!

          1. Existe um estudo que indica que, se as obras pra tornar subterrâneas toda a fiação das ruas de São Paulo, demoraria, pelo menos, 40 anos para concluirem as obras!

      3. Uma das razões para instalações elétricas aéreas é que os custos para a execução de linhas de distribuição subterrâneas é mais que o triplo daquelas. Porém, sendo uma área praticamente “central” da cidade, talvez seja conveniente arcar com esses custos.

  12. Alguma empresa de cinema – Cinemark, Playart – poderia comprar salas como essa e devolver a função original. O próprio poder público poderia fazer isso.
    Imagina que máximo assistir um filme no cinema antigo, com carpete e decoração tipica da época?

  13. MEU PAI CONTAVA A TRAGEDIA,, POIS PERDEU UM SOBRINHO DE 11 ANOS, CHAMADO ORLANDO

  14. Interessante ver onde que o meu tio avô morreu. Ele tinha ido com o meu avô que era mais novo, já morto, que não foi pisoteado. Trágico e inesperado isto, hein? Mas que fatalidade. Ele contava que isso foi muito assustador e que não sabia o que fazer e ficou esperando. Não teve nada com ele, mas ficou com algum trauma, pois não gostava de ficar em lugares apertados.

  15. pena que não podemos dizer o mesmo por dentro….o piso é de vinil cinza…descascado…totalmente descaracterizado…uma pena

  16. É realmente uma história muito triste. Que pena isso não poder ter sido evitado. Que todas essas crianças tenha conseguido paz de espirito no andar lá de cima , e que todas descansem em paz.

  17. quantas lembranças,agrdaveis,minha familia nos levava todos os domingos,e com doce lembrança,lembro-me da bomboniere,das frisas,etantascoisas mais.pena que o tempo levou consigo estes momentos maravilhosos.

  18. Sou bisneto de Ferdinando Taddeo e neto de sua filha Thetis Thea Tecla Taddeo; também uma grande pianista que veio morar em Minas Gerais e teve dois filhos: Gilda e Osório…
    Teve participação na música em Igrejas, tocando órgão por muito tempo…
    Saudades dela…

  19. Minha avó Thetis Thea Tecla Taddeo, filha de Ferdinando Taddeo falecida em 07/07/2006, costumava andar atrás da tela do cinema e ver o seu tio fazer o fundo musical e lá aprendeu seus primeiros arranjos…

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: